Setor de eventos busca se reinventar na pandemia e tem até festa drive-in

Buffet infantil na capital paulista adaptou estacionamento para receber convidados em exibição de filmes e shows de mágica

Da CNN

Ouvir notícia

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou na última semana que buffets e casas noturnas vão poder funcionar como restaurantes sem a necessidade de um de novo alvará, mas, desde o início da pandemia de Covid-19, os empresários do setor já foram atrás de alternativas.

Segundo a Abrafesta (Associação Brasileira de Eventos Sociais), antes da pandemia, o segmento movimentava R$ 250 bilhões por ano. Com a crise trazida pelo novo coronavírus, 57% das empresas do setor fecharam as portas.

Para driblar as estatísticas, um buffet infantil da capital paulista transformou o estacionamento em salão de festas drive-in. Os carros são enfileirados no espaço aberto e todos os motoristas passam por medição de temperatura na entrada. Um kit higienização também é dado na recepção. Os alimentos ficam em uma bandeja suspensa na janela do veículo.

Leia mais:
Polícia flagra festas clandestinas com quase 500 pessoas em chácaras em Goiás
Mercado ilegal promove festas clandestinas com requintes profissionais em SP

O entretenimento dos convidados pode ser um filme exibido em telão, com o áudio transmitido direto no rádio do veículo, ou um show de mágica ao vivo. O profissional e sua assistente usam máscaras e se aproximam dos carros para exibir os truques.

Apesar do faturamento estar longe do pré-pandemia, o empresário do local estima um retorno de quase 50% de montante com a adaptação.

(Edição: André Rigue)

Tópicos

Mais Recentes da CNN