Setor de transporte de carga sofre queda de quase 40% desde o início da pandemia

Somente nesta semana, a queda de volume transportado foi de 12%

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Mesmo com definições do governo que garantem a distribuição de produtos e insumos considerados essenciais, o setor de transporte de carga também foi afetado pela pandemia do novo coronavírus. Nas últimas semanas o movimento chegou a cair pela metade, com diversos caminhões parados –o setor calcula que a cada dia que um veículo fica parado se perde R$ 1.000.

Para Danilo Guedes, diretor-presidente do ABC Cargas, a sensação é de angústia. “Não sabemos quando isso vai acabar”, disse. Os reflexos começam a ser vistos nas pesquisas. Segundo a Associação Nacional do Transporte de Carga e Logistica (NTC & Logística), o volume de transporte de carga caiu quase 40% desde o início de medidas restritivas, há três semanas. Só na última semana a queda foi de 12%.

Segundo Francisco Peluso, presidente da NTC & Logistica, a situação é inédita. “Em meus 78 anos, é a primeira vez que vejo um acontecimento desta natureza”, disse o mandatário da organização.

Ele disse que a NTC já está se movimentando para se manter ativa, pleiteando uma liberação de crédito do governo, focado nas pequenas e médias empresas, além da manutenção da desoneração da folha de pagamento até o final deste ano.

Tópicos

Mais Recentes da CNN