SpaceX vende mais três voos para o bilionário Jared Isaacman

Tripulação realizará uma caminhada espacial, a primeira para quem viaja a bordo de uma cápsula SpaceX Dragon

O primeiro voo da série de missões está planejado para o final deste ano
O primeiro voo da série de missões está planejado para o final deste ano 15/09/2021REUTERS/Thom Baur

Jackie Wattlesdo CNN Business*

Ouvir notícia

Jared Isaacman – o bilionário CEO da empresa de processamento de pagamentos Shift 4 – está comprando mais três voos com a SpaceX, o primeiro deles está programado para este ano e pode colocar Isaacman e SpaceX no caminho certo para viajar mais fundo no espaço do que qualquer humano viajou em meio século.

O primeiro voo da série de missões, que estão sendo chamadas de “Polaris” em homenagem à Estrela do Norte, está planejado para o final deste ano com duração de até cinco dias e incluirá uma tripulação de Isaacman e outras três pessoas.

A tripulação realizará uma caminhada espacial, a primeira para quem viaja a bordo de uma cápsula SpaceX Dragon. Isaacman fez o anúncio no Today Show da NBC na manhã desta segunda-feira (14) e em entrevista ao Washington Post.

Isaacman, que ganhou atenção internacional quando comprou o primeiro voo de turismo da SpaceX apelidado de “Inspiration 4”, disse que a primeira missão Dragon será seguida por uma segunda missão Dragon em breve.

Essas duas missões abrirão o caminho para a primeira missão tripulada no próximo foguete Starship da SpaceX, aquele que Elon Musk espera que um dia leve pessoas para Marte.

Isaacman não compartilhou muitos detalhes sobre esses planos, exceto que durante esta série de missões, ele planeja viajar para o “espaço profundo” – que normalmente é definido como áreas do espaço sideral que ficam na lua ou além dela.

“Vamos mais longe no espaço do que os humanos foram desde a última vez em que andamos na lua”, disse ele ao programa Today.

Não está claro se tudo isso acontecerá conforme o planejado, nem a SpaceX disse se precisará concluir testes adicionais antes que Isaacman possa fazer sua jornada para o espaço profundo. A SpaceX também não abordou quais atualizações o Crew Dragon precisará para concluir a missão com segurança.

Até agora, a espaçonave transportou astronautas apenas em viagens à órbita baixa da Terra, ou à área do espaço que circunda diretamente a Terra. A missão Inspiration 4 marcou o mais alto que o Crew Dragon voou até agora, a uma altitude de aproximadamente 360 ​​milhas, e o anúncio de segunda-feira indicou que as missões Polaris viajarão além disso.

Não está claro quanto essas missões custarão a Isaacman. Ele também não revelou quanto pagou pela missão Inspiration 4 no ano passado, embora tenha dito que pagou menos de US$ 200 milhões.

Toda a missão do Inspiration 4 foi anunciada como uma arrecadação de fundos do St. Jude Children’s Hospital e arrecadou um total de US$ 243 milhões para a organização.

Isaacman doou cerca de US$ 100 milhões, Musk colocou outros US$ 50 milhões e o restante foi arrecadado por meio de doações públicas. As missões Polaris também devem apoiar a mesma causa.

Na primeira missão Polaris, Isaacman será acompanhado pelo veterano piloto de caça da Força Aérea Scott Poteet e dois engenheiros de operações da SpaceX – Sarah Gillis e Anna Menon, que atuarão como oficial médico a bordo. Isaacman será o único tripulante com experiência anterior em voos espaciais.

Além de suas ambições de voos espaciais, Isaacman também pilota jatos para fins recreativos. Mais recentemente, ele foi visto pilotando um Alpha Jet, frequentemente usado para treinamento de pilotos, sobre as instalações da SpaceX no sul do Texas.

Poteet é ex-vice-presidente da Shift 4. Os dois também são parceiros de voo frequentes. Gillis e Menon podem ser os primeiros funcionários da SpaceX a viajar para o espaço.

Os detalhes sobre a caminhada espacial que a tripulação do Polaris planeja realizar no primeiro voo são desconhecidos, mas um comunicado à imprensa afirma que eles usarão “trajes espaciais de atividade extraveicular (EVA) projetados pela SpaceX, atualizados do atual traje intraveicular (IVA)”.

O traje IVA refere-se aos trajes espaciais em preto e branco pressurizados que os astronautas da Nasa e a tripulação do Inspiration 4 usaram a bordo do Dragon durante o lançamento e a reentrada.

Mas sair da espaçonave enquanto ela estiver em órbita exigirá um sistema de proteção muito mais pesado.

A Nasa descreveu seu traje de EVA como “uma nave espacial em miniatura em forma de corpo humano que protege o astronauta dos perigos de estar fora de um veículo enquanto estiver no espaço ou na Lua”, oferecendo proteção contra “radiação, poeira, detritos e temperaturas extremas”.

Também na primeira missão Polaris, a tripulação testará o uso da Starlink para comunicações no espaço.

Até agora, a Starlink foi usada apenas para transmitir conectividade à Internet para clientes em terra, mas o comunicado de imprensa da Polaris sugere que o sistema pode ser usado para suportar comunicações durante voos orbitais.

Starship

A programação do voo da Starship de Isaacman não é exatamente clara. Durante uma apresentação sobre a nave no Texas na semana passada, Musk disse que, embora tenha esperança de que o veículo – que até agora realizou apenas breves “testes de salto” suborbitais – fará seu primeiro teste de voo orbital este ano, sem tripulação.

Isso, no entanto, pode depender de os reguladores federais aprovarem a SpaceX para lançar a Starship no sul do Texas, onde a empresa já instalou uma plataforma de lançamento orbital e a grande maioria dos recursos da Starship está localizada.

Isso pode significar que Isaacman está superando o primeiro bilionário que comprou uma missão Starship – o magnata da moda japonesa Yusaku Maezawa.

Maezawa pagou à SpaceX uma quantia não revelada de dinheiro para garantir um assento para ele e um grupo de artistas em uma viagem estelar ao redor da lua, esperando que ela decolasse em 2023. O bilionário ainda está no processo de decidir quem ele levará com ele.

Musk também disse durante a apresentação que espera que a Starship custe menos de US$ 10 milhões por voo dentro de alguns anos, o que, se obtido, seria muito mais barato do que qualquer outro foguete no mercado.

Espera-se que a nave seja muito mais poderosa do que qualquer foguete que a humanidade já construiu. Musk disse que teria o dobro do impulso dos foguetes Saturn V que impulsionaram os pousos na Lua no século passado.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN