Taurus avança em licitação de 12 mil fuzis para as Filipinas e ações disparam

O fuzil T4, que a empresa quer vender, é baseado na plataforma M4/M16, amplamente utilizada pelas Forças Armadas de todo o mundo

Foto: Taurus/Divulgação

Marcia Tojal,

colaboração para o CNN Brasil Business, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Taurus (TASA4), fabricante de armas brasileira, divulgou que o seu fuzil T4 foi aprovado nos testes qualificatórios de resistência. E isso é uma ótima notícia para a empresa. O alvo da companhia é conseguir a licitação internacional de 12.412 fuzis para o Exército das Filipinas. A divulgação dessa aprovação teve impacto positivo nas ações da empresa, que dispararam em 5,68%.

O fuzil T4 é baseado na plataforma M4/M16, amplamente utilizada pelas Forças Armadas de todo o mundo, e principalmente pelos países membros da OTAN mundialmente. Isso porque é uma arma leve, de fácil manuseio e manutenção, e considerada extremamente confiável.

Leia também:
Forbes inclui brasileira entre as 100 mulheres mais poderosas do mundo
Caso Itaú: Empresa pode obrigar executivo a se aposentar? Regra faz sentido?

Devido aos testes rígidos aplicados, essa fase do processo licitatório é considerada uma das mais importantes. Neste estágio, a aprovação do fuzil demonstra o nível de qualidade e confiabilidade que o armamento vem obtendo junto às Forças Armadas mundiais.

Esse resultado é importante para a Taurus já que envolve a definição do armamento para o Exército de um país muito relevante no cenário mundial.

A Polícia Nacional das Filipinas recebeu recentemente um grande lote de pistolas “striker” modelo TS9-9mm da Taurus. As pistolas também passaram por um processo de rigoroso de avaliação, segundo a empresa.

A decisão final da licitação deve ocorrer ainda este ano, e a previsão de entrega de todo o lote é para o primeiro semestre de 2021.

Expansão milionária

Na última semana, a Taurus comunicou que sua fábrica, localizada no Município de São Leopoldo (RS) receberá R$ 110 milhões de investimentos para expansão. Cerca de R$25 milhões serão investidos pela própria empresa, o restante virá de seus fornecedores. A ampliação deve gerar cerca de 750 empregos diretos.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN