TCU pede esclarecimentos ao Banco do Brasil sobre auditoria interna

Ministro Bruno Dantas manda avaliar 'se foram cometidos atos irregulares que possam resultar na fragilização do ambiente de controle da instituição

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

O Tribunal de Contas da União determinou ao Banco do Brasil que preste esclarecimentos à corte acerca da representação do Ministério Público que apura irregularidades no processo de destituição de sua auditoria interna. O caso foi revelado pela CNN.

“Registro a importância de se avaliar, em momento oportuno, se foram cometidos pela gestão do Banco do Brasil atos irregulares que possam resultar – ou já tenham, efetivamente, resultado – na fragilização do ambiente de controle da instituição. Neste momento, não é possível afastar a possibilidade de que eventual confirmação das narrativas que fundamentam esta representação venha a ensejar a responsabilização dos envolvidos, o que deverá ser aquilatado quando da análise de mérito deste processo”, disse o ministro Bruno Dantas em despacho de quatro páginas.

Leia também:

Banco do Brasil dissolve órgão de auditoria interna

Ele pede ainda que seja realizada “a oitiva prévia do Banco do Brasil, facultando às unidades distintas de Conselho Diretor, Conselho de Administração e Comitê de Auditoria a oportunidade de, no prazo de 5 (cinco) dias úteis, se manifestarem sobre os fatos contidos na presente representação” e que seja encaminhado uma série de documentos. Dentre eles, a “cópia integral do PAD Gedip 239.462, que resultou na demissão por justa causa do Auditor Geral e na destituição completa do Comitê de Administração da Auditoria Interna”.

Página de despacho do ministro Bruno Dantas
Página de despacho do ministro Bruno Dantas
Foto: Reprodução

 

Mais Recentes da CNN