Tesla passa a aceitar bitcoins na compra de carros nos Estados Unidos

Elon Musk postou em sua rede social a novidade e disse que o uso da criptomoeda para aquisição de carros da marca estará disponível para outros públicos

Tesla Model Y
Tesla Model Y Foto: Divulgação/Tesla

Raphael Coraccini, colaboração para o CNN Brasil Business

Ouvir notícia

“Agora você pode comprar um Tesla com bitcoin”, tuitou nesta quarta-feira (24) Elon Musk, CEO da empresa. Por enquanto, a novidade está disponível apenas dentro dos Estados Unidos, mas o executivo disse que a novidade será estendida para outras regiões do mundo, só não disse quando. 

 

No site da empresa nos Estados Unidos, já é possível ver o ícone de pagamento via bitcoin ao lado da opção de pagamento por cartão de crédito. A Tesla, segundo Musk, está usando um software próprio para processar os pagamentos.

O executivo se pronunciou também para acalmar os ânimos dos entusiastas da moeda digital que temem que o sistema perca força como iniciativa independente das autoridades monetárias. “O Bitcoin pago à Tesla será retido como Bitcoin, e não será convertido em moeda fiduciária (controlada pelo governo)”, disse pelo Twitter. 

Os clientes americanos da Tesla que estão interessados em usar suas moedas digitais para comprar os carros elétricos da empresa podem usar a opção de escanear um QR code para efetuar o pagamento ou copiar e colar seu endereço de carteira de bitcoin. Esta última opção requer extremo cuidado para não haver erro, o que pode causar o extravio do fundo, conforme alerta Musk.

Os pagamentos só podem ser feitos com bitcoin, e qualquer outra criptomoeda será recusada. Quem tentar enviar valores de outra moeda digital “não receberá a transação” e a tentativa também pode resultar em “uma perda de fundos”, ressalta o executivo em suas mensagens. 

Os carros da Tesla continuarão cotados em dólar americano e a empresa definiu que um depósito de US$ 100, hoje, equivale a 0,00183659 BTC. Musk alerta que, por conta da volatilidade do bitcoin, a devolução de eventuais valores “pode ser significativamente menor” do que o valor aportado durante da compra. 

A Tesla anunciou a investidores a intenção de aceitar bitcoins há cerca de 1 mês, quando também declarou investimentos de US$ 1,5 bilhão na moeda digital, que sofreu um salto considerável em seu valor naquele momento. Durante a produção desta reportagem, a moeda estava cotada em US$ 56.607. 

Mais Recentes da CNN