Transferência de alunos para as escolas públicas cresce mais de 10 vezes em SP

Pela primeira vez, a matrícula dos estudantes poderá ser feita pela internet

Da CNN

Ouvir notícia
 

Em meio à crise do novo coronavírus no país, o número de alunos transferidos da rede particular para a estadual de São Paulo cresceu mais de 10 vezes nos meses de abril e maio deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. A rede pública recebeu 2.388 transferências de estudantes de escolas privada.

O número deve aumentar. Para facilitar o acesso, a partir de agora, a Secretaria Estadual da Educação abriu, pela primeira vez, a possibilidade de as matrículas serem feitas de maneira totalmente online.

Assista e leia também:
Procon-SP e escolas fecham acordo por descontos em mensalidades durante pandemia
Advogado explica como ficam mensalidades escolares durante o isolamento social

À CNN, Juliana Inhasz, especialista em Finanças Pessoais, disse que essa movimentação coincide diretamente com a pandemia do novo coronavírus, período em que os alunos estão tendo aulas remotas e muita gente perdeu o emprego ou teve salário reduzido. 

“As incertezas em relação à economia, daqui para o fim do ano, têm feito com que muitos pais repensem o posicionamento dos filhos no sistema educacional. O medo de não conseguir arcar com os custos desses estudantes na rede particular tem feito com que esses pais acionem o ensino público para garantir a continuidade dos estudos”, explicou.

(Edição: Sinara Peixoto)

 

Mais Recentes da CNN