Três maiores redes de mercados do país têm queda forte em vendas do 2º trimestre

No Extra, hipermercado do Grupo Pão de Açúcar, as vendas caíram 24,1% de abril a junho. No Pão de Açúcar, recuaram 13,9% e, no Carrefour, 7,3%

do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

 

As vendas nas três maiores redes de supermercados do Brasil despencaram no segundo trimestre do ano em comparação ao mesmo período de 2020. As más condições econômicas dos consumidores influenciaram esse cenário. 

No Extra, hipermercado do Grupo Pão de Açúcar, as vendas caíram 24,1% de abril a junho. No Pão de Açúcar, recuaram 13,9% e, no Carrefour, 7,3%. 

 

No setor, a retomada está sendo muito desigual, já que, no atacarejo — do qual fazem parte o Açaí e o Atacadão, por exemplo –, onde os consumidores compram em volumes maiores, a situação é bem melhor, destaca o comentarista de economia da CNN Fernando Nakagawa. 

O varejo está sofrendo mais, segundo economistas, por uma série de razões. Uma delas é desemprego, que segue elevado, a inflação, que está corroendo o poder de compra de quem tem dinheiro e emprego, e a renda, que está caindo, apesar da retomada da economia. 

Além disso, o menor valor do auxílio emergencial neste ano afeta muito a capacidade das famílias mais pobres. “Temos que levar em conta também que a base de comparação é muito elevada. No ano passado, os mercados de varejo bombaram por causa do auxílio emergencial, na época de R$ 600 ao mês”, completa Nakagawa. 

*Texto publicado por Ligia Tuon

Pessoas fazem compras em supermercado
Pessoas fazem compras em supermercado
Foto: Tom Werner / Getty Images

 

Mais Recentes da CNN