Twitter fecha em alta de 2,49% após recuar pela manhã com declaração de Musk

Bilionário suspendeu negociações para comprar a empresa e alegou que mais de 20% das contas da rede social seriam de bots

Pesquisadores independentes estimaram que 9% a 15% dos perfis do Twitter são bots
Pesquisadores independentes estimaram que 9% a 15% dos perfis do Twitter são bots Brendan McDermid/File Photo/Reuters

João Pedro Malardo CNN Brasil BusinessArtur Nicocelido CNN Brasil Business*

em São Paulo

Ouvir notícia

As ações do Twitter fecharam em alta de 2,49%, a US$ 38,32, após começar o pregão desta terça-feira (17) em queda de quase 2%. O movimento no início do dia ocorreu devido o bilionário Elon Musk declarar que a oferta de compra da empresa está suspensa devido a uma divergência quanto ao número de contas falsas, controladas por “bots”, na rede social.

O dono da Tesla também afirmou que a negociação “não poderia continuar” a não ser que o Twitter provasse que menos de 5% das contas na rede social são falsas.

Em entrevista ao CNN Brasil Business, Phil Soares, analista da Órama, explicou que não tem um motivo concreto para que o preço do papel tivesse subido ao longo do dia. “[o que se sabe] é que Musk mantém a intenção de compra, então o mercado está em ritmo de espera”.

No Twitter

“Minha oferta está baseada na documentação enviada à SEC [equivalente à CVM nos Estados Unidos] ser correta”, disse o empresário.

Musk fez referência ao cálculo do Twitter de que menos de 5% do total de contas na rede social seriam falsas. Entretanto, uma análise realizada pela equipe do bilionário teria apontado que o número é ao menos quatro vezes maior, de 20%.

“Você não pode pagar o mesmo preço por algo que é muito pior do que eles alegaram”, disse Musk na conferência All-In Summit 2022 em Miami na segunda-feira (16).

Questionado se o acordo com o Twitter seria viável a um preço diferente, ele disse na conferência que “não está fora de questão. Quanto mais perguntas eu faço, mais minhas preocupações crescem”. A proposta original de compra totaliza US$ 44 bilhões.

Já o CEO da rede social, Parag Agrawal, afirmou que as estimativas internas de contas falsas na plataforma nos últimos quatro trimestres foram “bem abaixo de 5%”, respondendo às críticas de Musk.

Segundo Agrawal, a estimativa do Twitter, que permanece a mesma desde 2013, não pode ser reproduzida externamente devido à necessidade de usar informações públicas e privadas para determinar se uma conta é falsa.

Musk respondeu às falas do executivo sobre a metodologia. “Então, como os anunciantes sabem o que estão ganhando com seu dinheiro? Isso é fundamental para a saúde financeira do Twitter”, escreveu.

Pesquisadores independentes estimaram que 9% a 15% dos perfis do Twitter são bots.

Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN