Vale anuncia pagamento de US$ 5 bi em linhas de crédito rotativo de março

A companhia havia decidido utilizar as linhas de crédito rotativo no final de março para ter maiores reservas em caixa, ao apontar riscos pela pandemia

Fachada de edifício da mineradora estatal Vale (20.ago.2014)
Fachada de edifício da mineradora estatal Vale (20.ago.2014) Foto: Pilar Olivares/Reuters

Reuters

Ouvir notícia

A mineradora Vale (VALE3.SA) notificou a seus credores que realizará o pagamento de US$ 5 bilhões de linhas de crédito rotativo com vencimento em junho de 2022 e dezembro de 2024 que foram desembolsados em março de 2020.

“A amortização mencionada acima é consistente com a estratégia da Vale, recompondo integralmente a disponibilidade das linhas de crédito rotativo ao valor original de US$ 5 bilhões”, disse a empresa em comunicado nesta segunda-feira (14).

Leia também:
Vale e Petrobras ultrapassam Mercado Livre como mais valiosas da América Latina
Vale diz que não chegou a acordo para vender participação em Nova Caledônia
Vale e Eletrobras ultrapassam lucros do bancos no 2º tri. Isso deve continuar?

A companhia havia decidido utilizar as linhas de crédito rotativo no final de março para ter maiores reservas em caixa, ao apontar riscos apresentados a seus negócios pela pandemia de coronavírus.

No final da manhã de hoje, as ações da empresa eram negociadas em queda de 0,7% no Ibovespa, enquanto o índice subia 1%, aos 99196 pontos

A companhia não detalhou em que data será realizado o pagamento.

Em apresentações recentes, executivos da Vale apontavam ter “discussões em curso” sobre as linhas de crédito rotativo, com o pagamento dos recursos na lista de prioridades da empresa junto com a retomada de sua política de dividendos aos acionistas.

A companhia autorizou a volta das remunerações aos acionistas, suspensas desde o desastre de Brumadinho no ano passado, no final de julho. Neste mês, a mineradora aprovou o pagamento de R$ 2,4075 por ação em dividendos e juros sobre o capital próprio, com crédito em 30 de setembro.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN