Vale indica aumento de produção de minério de ferro em 2022

Vale prevê produzir entre 320 milhões e 335 milhões de toneladas de minério de ferro para o ano que vem

No ano passado, a produção da empresa foi de 300,4 milhões de toneladas, contra quase 302 milhões em 2019
No ano passado, a produção da empresa foi de 300,4 milhões de toneladas, contra quase 302 milhões em 2019 02/12/2013REUTERS/David Gray

Marta Nogueirada Reuters

Ouvir notícia

A mineradora Vale prevê produzir entre 320 milhões e 335 milhões de toneladas de minério de ferro em 2022, indicando um aumento de produção ante 2021 na melhor das hipóteses, de acordo com projeções divulgadas nesta segunda-feira (29) durante o evento com investidores em Nova York.

Para 2021, a estimativa de produção foi revista nesta segunda-feira a 315-320 milhões de toneladas. Anteriormente, a meta para este ano era de 315 milhões a 335 milhões de toneladas.

Mesmo assim, a empresa voltará a aumentar a produção neste ano, após cair em 2020 com a contribuição de diversas paralisações de minas que passaram por revisões de segurança após o rompimento de barragem em janeiro de 2019.

No ano passado, a produção da empresa foi de 300,4 milhões de toneladas, contra quase 302 milhões em 2019.

“A abordagem de ‘value over volume’ continuará definindo a estratégia de produção e vendas”, destacou a empresa, em apresentação ao mercado, ao apontar que irá priorizar a qualidade de seus produtos para obter ganhos, em detrimento dos volumes a serem produzidos.

Como parte de sua estratégia, a mineradora tem trabalhado na mistura de minério de menor qualidade, em minas antigas de Minas Gerais, com produto de maior teor e menos contaminantes, extraído no Pará.

A produção de pelotas de minério de ferro da companhia, por sua vez, deverá atingir de 34 milhões a 38 milhões de toneladas em 2022, informou a companhia, versus 29,7 milhões em 2020 e 41,8 milhões em 2019. De 2023 em diante, a produção de pelotas deverá ser de mais de 50 milhões de toneladas.

A companhia disse ainda que deverá atingir capacidade de produção de minério de ferro de 370 milhões de toneladas até o fim de 2022, contra 341 milhões neste ano. Além disso, projetou atingir capacidade de 400 milhões de toneladas no médio prazo e 400-450 milhões no longo prazo.

O Sistema Norte, onde está a maior mina da Vale (S11D), deverá responder por 215 milhões de toneladas de capacidade no médio prazo e 240-260 milhões no longo prazo.

Metais Básicos

Já do lado de metais básicos, a Vale estima produção de 330-335 mil de toneladas de cobre em 2022; de 390-420 milhões de toneladas entre 2023 e 2026 e acima de 450 mil toneladas após 2027.

No caso do níquel, a produção deverá ficar em 175-190 mil toneladas entre 2022 e 2023 e em mais de 200 mil toneladas após 2024.

Os números se comparam a uma produção de cobre de 360,1 mil toneladas em 2020 e a de níquel 214,7 mil toneladas.

Na apresentação, a Vale apontou que 2021 foi um ano desafiador para metais básicos, com revisão ampla de segurança e estratégia; atrasos na manutenção em Sossego devido a restrições relacionadas à Covid-19; atividades de manutenção no moinho de Sossego e no forno de Onça Puma; dois meses de interrupção do trabalho em Sudbury e atrasos em manutenções programadas devido à parada na unidade canadense.

Mais Recentes da CNN