Veja ações e fundos favoritos dos investidores em novembro – e sua rentabilidade

Levantamento da Smartbrain aponta a rentabilidade das 10 principais escolhas do mercado em diferentes setores

investimentos
investimentos Anna Nekrashevich/Pexels

Artur Nicocelido CNN Brasil Business

São Paulo

Ouvir notícia

O final de ano não foi nada fácil para a renda variável. Como esperado pelo mercado, o Copom (Comitê de Política Monetária) aumentou a taxa Selic, a 9,25%, para controlar a inflação.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, foi de 0,95% em novembro deste ano. Em 12 meses, o indicador está em 10,74%, maior taxa desde novembro de 2003. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

E esse movimento do mercado resultou em uma migração dos investidores da renda variável para a renda fixa, já que houve menos apetite por risco.

Um levantamento da Smartbrain destacou que em novembro os fundos multimercados (que alocam capital em diferentes setores ao mesmo tempo, tanto em renda variável, quanto em renda fixa) ocuparam a principal posição na carteira dos investidores.

A parcela de renda fixa (fundos dessa classe e títulos públicos e privados) ocupou a segunda maior posição nas carteiras e atingiu 32,12% em novembro, tendo um aumento em relação ao mês anterior. Em outubro, a participação foi de 31,92%.

Veja abaixo a composição média das carteiras de novembro e quais foram as principais escolhas dos investidores – e sua rentabilidade.

Ações favoritas

Apesar da alta inflação e o crescimento no desemprego, a Lojas Renner se tornou a principal escolha no mercado para o mês de novembro. Porém, no último mês, os papéis caíram 2,91%.

Logo abaixo ficou o BDR da XP (XPBR31) e a unit do BTG Pactual (BPAC11).

No portfólio do mercado, as ações ocuparam 12,4% da carteira dos investidores.

Fundos de ações

No penúltimo mês do ano, dentre os fundos de ações, o levantamento da Smartbrain apontou que os investidores escolheram principalmente o IP Participações IPG GIC FIA BDR Nível I, que investe em empresas brasileiras e estrangeiras com objetivo de gerar retorno no longo prazo. Porém, o fundo também desvalorizou no último mês.

Fundos multimercados

Pelo segundo mês seguido, o fundo “AZ Quest” foi o preferido entre os investidores. Em outubro, a rentabilidade dele ficou em 0,56%, já em novembro caiu para 0,41%.

Fundos de renda fixa

Os fundos de renda fixa são aqueles ativos que possuem rentabilidade prefixada. De acordo com o estudo da Smartbrain, novamente o mercado optou principalmente pelo fundo TREND DI SIMPLES FI RF, da XP Asset Management.

Em outubro, o fundo rendeu 0,53%, enquanto neste mês ficou em 0,59%.

Fundos imobiliários

O fundo “RIO BRAVO DE FUNDO DE INVESTIMENTOS IMOB” foi a opção mais escolhida dentre os fundos imobiliários pelos investidores, apontou a Smartbrain. Esse fundo estava em segundo lugar dentre as principais escolhas do setor em outubro.

Ao mesmo tempo, o IFIX (Índice de Fundos Imobiliários) fechou em queda de 3,63% no mês passado, acumulando uma desvalorização de aproximadamente 5,5% até o pregão do último dia 22.

*Com Agência Brasil

Mais Recentes da CNN