Veja as ações e fundos favoritos dos investidores em março – e sua rentabilidade

Levantamento da SmartBrain, plataforma de controle de investimentos, mostra que Petrobras continua sendo a favorita

Investimentos
Investimentos Foto: Chronis Yan / Unsplash

Tamires Vitorio, do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Se em fevereiro as ações do Magazine Luiza (MGLU3) e da WEG (WEGE3) nem apareciam no ranking das favoritas dos investidores, em março o cenário mudou —mas não muito. Apesar de algumas novidades na lista, a ação preferida continua sendo a Petrobras (PETR4), bem como no mês retrasado, segundo um levantamento da SmartBrain, plataforma de controle de investimentos. 

“Na B3, diversas empresas estão apresentando desempenhos positivos mesmo na crise, principalmente negócios de tecnologia, marketplaces e produtoras de commodities”, explica a Smartbrain.

“Apesar da alta da Selic de 0,75 ponto percentual, para 2,75% ao ano, promovida pelo Comitê de Política Monetária (Copom do Banco Central) no mês passado, e do início de um ciclo de elevação, os analistas, economistas e agentes de mercado avaliam que esse movimento não será tão forte a ponto de tirar a atratividade da Bolsa.”

A Petrobras, em primeiro lugar, teve uma rentabilidade de 8,36% ao mês e, em 12 meses, é esperado que a porcentagem seja de 72,27%. Para 24 meses, no entanto, a rentabilidade deve ser negativa em 11,68%, recuperando-se no período de 36 meses, a 19,90%. 

Em segundo lugar como ação preferida está a Vale (VALE3), com rentabilidade de 8,17% ao mês e sem nenhuma previsão de rentabilidade negativa nos próximos meses. Em relação ao ano passado, as ações da Vale tiveram rentabilidade de 16,92%. Para o período de 36 meses, o valor sobe para 163,75%. 

Os papéis do Magalu, que estão no quinto lugar em março, tiveram uma rentabilidade negativa de 16,29% em relação a fevereiro, mas se mostraram extremamente rentáveis em períodos mais longos, com rentabilidade de 108,36% em 12 meses, de 277,69% em 24 meses e de 570,44% em 36 meses — valor mais alto para o período.

Já o Banco do Brasil (BBAS3), que ocupava o segundo lugar no ranking de fevereiro, caiu para a sétima posição, tendo rentabilidade negativa em 24 e 36 meses (de -32,13% e -16,04%, respectivamente). 

Outra novata na lista é a WEG, com rentabilidade de 124,50% em 12 meses, de 323,80% em 24 meses e 346,30% em 36 meses. 

Segundo a SmartBrain, “a fatia de ações e fundos de ações que tinha diminuído de janeiro para fevereiro seguiu quase no mesmo patamar em março, ocupando 13,53% das carteiras, em média”.

Em relação ao ranking de fundos de ações preferidos pelos investidores, ganha o Brasil Capital FIC FIA, rendendo 62,68% no período de 36 meses. 

 

Fundos multimercados

Os fundos multimercados são os preferidos dos investidores, representando 45,16% da carteira dos investidores, segundo a SmartBrain. 

 

Em relação a eles, o preferido é o Legacy Capital Advisory FIC FIM, com rentabilidade de 21,08% em 24 meses. Em segundo lugar está o fundo Occam Equity Hedge FIC FIM, rendendo 22,24% em 36 meses.

Fundos Imobiliários

Os fundos imobiliários representam apenas 2,09% da carteira dos investidores. Entre os mais populares estão o XPPR11, o RNGO11 e o RBFF11.

O Ifix – Índice de Fundos Imobiliários teve queda de 1,38% no mês passado, acumulando uma desvalorização de 0,81% no ano, segundo a análise da SmartBrain. 

Renda fixa

Já entre os fundos de renda fixa, preferência de 30,99% dos investidores analisados pela SmartBrain, o mais popular é o SPARTA PREMIUM FIC FI RF REF DI CRED PRIV, rendendo 0,13% ao mês e 12,83% em 36 meses.

Em segundo lugar, está o BRASIL PLURAL YIELD FI RF REF DI, rendendo 6,75% em 24 meses e 13,28% em 36 meses. 

 

 

Mais Recentes da CNN