Vendas em shoppings sobem 28,6% no Dia das Mães, diz Abrasce

Comércio nos shoppings movimentou R$ 5,3 bilhões na semana que antecedeu o Dia das Mães

Valor médio gasto pelos consumidores foi de R$ 198, uma ligeira retração de 7% se comparado aos R$ 213 do ano passado
Valor médio gasto pelos consumidores foi de R$ 198, uma ligeira retração de 7% se comparado aos R$ 213 do ano passado Foto: Luiza Muttoni/CNN Brasil

Beth Moreira, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As vendas no Dia das Mães cresceram 28,6% nos shopping centers de todo o Brasil, entre os dias 2 e 8 de maio, em comparação com o mesmo período de 2021, informou hoje a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

O resultado superou a expectativa inicial do setor, que previa um aumento nominal de 19%. Os números têm como base no Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

Em termos de crescimento real, já descontada a inflação, a variação foi positiva em 16% sobre as vendas do ano passado. Se for considerado o Dia das Mães de 2019, o resultado real foi positivo em 4%, melhor desempenho da data após o início da pandemia, e também acima da perspectiva para este ano (+2,5%).

Neste ano, o comércio nos shoppings movimentou R$ 5,3 bilhões na semana que antecedeu o Dia das Mães, um montante superior aos R$ 4,9 bilhões esperados na previsão inicial do setor.

Tíquete Médio

O valor médio gasto pelos consumidores foi de R$ 198, uma ligeira retração de 7% se comparado aos R$ 213 do ano passado. Ainda assim, ele é 145,8% superior ao tíquete médio de R$ 81 registrado nas lojas de rua.

O bom desempenho nas vendas na data é mais um indicativo da recuperação do varejo de shopping aos níveis pré-pandemia e abre a perspectiva de resultados ainda mais animadores ao longo do ano, destaca o presidente da Abrasce, Glauco Humai, em nota.

“Superar as nossas próprias expectativas para a data nos mostra que o público queria retomar o hábito de frequentar shoppings e usufruir de toda a comodidade e praticidade que os empreendimentos oferecem. Com esse bom desempenho, o setor acredita em uma retomada contínua ao longo dos próximos meses”, destaca Humai.

Mais Recentes da CNN