Vilã da inflação, energia deve voltar à normalidade em abril, diz economista

À CNN Rádio, Thomas Giuberti afirmou que chuvas no país neste ano devem trazer alívio para a escassez hídrica

Linhas de transmissão de energia elétrica
Linhas de transmissão de energia elétrica REUTERS/Ueslei Marcelino

Amanda Garcia, com produção de Bruna Salesda CNN

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN Rádio, o economista e sócio da Golden Investimentos, Thomas Giuberti, avaliou que a energia elétrica foi “a vilã” da inflação no ano passado, ao lado dos combustíveis.

De acordo com o IBGE, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) encerrou 2021 a 10,06%, no maior nível em 6 anos.“A gente já começa 2022 com emoções a partir desse dado do IPCA”, avaliou.

Para o ano, o economista acredita que o petróleo seguirá forte, com “o preço um pouco salgado ao longo do ano.”

No entanto, o cenário muda para a energia elétrica.“Ela, que foi a vilã em toda essa crise, deve ter arrefecimento do preço a partir de abril segundo projeções, saindo dessa escassez hídrica, já que que viramos o ano com bastante chuva.”

O economista explica que “ao longo de 2022, o mercado vai acompanhar a volta à normalidade de oferta e demanda, que deve arrefecer a aceleração de preços.” Ele destaca, porém, que os preços devem subir ainda, mas apenas numa velocidade menor.

Mais Recentes da CNN