Virgin Atlantic promove despedida do Boeing 747 para fãs

Os pilotos, tripulantes de cabine e engenheiros que já trabalharam com o 747 darão as boas-vindas aos fãs para uma experiência de três horas

Foto: Divulgação

Julia Buckley, da CNN

Ouvir notícia

Com a pandemia devastando a indústria da aviação, as companhias aéreas de todo o mundo se apressaram em acelerar os programas de aposentadoria de seus velhos jatos Boeing 747.

Mas, embora os aviadores não possam voar com a “rainha dos céus” novamente, uma companhia aérea está dando a ela uma despedida adequada, permitindo que os fãs passem o dia com ela antes que ela seja colocada fora de ação.

Leia também:
Gol confirma retorno do Boeing 737 MAX após liberação da Anac
A Gol mostra que a turbulência passou e ações devem subir – mas não tanto

A Virgin Atlantic – empresa que lançou um 747 voando de Londres para Nova York – está planejando o que chama de “a experiência definitiva do 747” para os fãs da aeronave em 12 de dezembro, no aeroporto de Heathrow, em Londres.

Lá, no hangar da Virgin Atlantic, os pilotos, tripulantes de cabine e engenheiros que já trabalharam com o 747 darão as boas-vindas aos fãs para uma experiência de três horas, começando com um tour de acesso a todas as áreas e até mesmo uma refeição em assentos de classe executiva.

Comida chique

A refeição à la carte de três pratos será “inspirada na culinária da Virgin Atlantic”.

Os participantes poderão beber champanhe no cobiçado convés superior, tirar uma selfie em um dos motores e fazer um tour pela aeronave – incluindo áreas de descanso da tripulação, o porão de carga e o convés de voo.

Eles também vão ouvir depoimentos sobre o 747 daqueles que costumavam voar com ele, incluindo Yvonne Kershaw, a primeira capitã do 747 da Virgin.

A Virgin está aposentando sua frota jumbo em favor dos Airbus A350-1000s e Boeing 787-9 Dreamliners, que são menos prejudiciais ao meio ambiente. Essas aeronaves bimotoras são, em média, 30% mais eficientes em termos de combustível do que os jatos jumbo, segundo a companhia aérea.

Os ingressos custam £ 50 e estarão à venda na segunda-feira (7). Os números são restritos para garantir o distanciamento social. O dinheiro arrecadado será doado ao Trussell Trust, que apóia bancos de alimentos no Reino Unido.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN