Waack: Mais uma troca no comando da Petrobras. Seria ridículo, não fosse trágico

A maior estatal brasileira é simples objeto da obsessão do presidente da República buscando reeleição

William Waackda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Mais uma troca no comando da Petrobras. Seria ridículo, não fosse trágico.

A maior estatal brasileira é simples objeto da obsessão do presidente da República buscando reeleição.

No caminho da reeleição, acredita Bolsonaro, está a subida de preços de combustíveis.

E como ele só pensa naquilo – o que vão falar dele nas redes, e como talvez isso reflita nas pesquisas – Bolsonaro acha que trocando os chefes da Petrobras consegue dar a impressão de que ele está fazendo alguma coisa para melhorar o humor de quem abastece nos postos.

Não vai conseguir.

Os fatores que condicionam os preços de combustíveis são muito mais abrangentes e fora do controle do que possa imaginar um presidente que não tem qualquer estratégia coerente a não ser o que possa lhe parecer útil para se reeleger.

Mais Recentes da CNN