Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ações da Petrobras fecham em alta após Prates negar intervenção

    Estatal anunciou nesta quarta-feira que o diretor de produção João Henrique Rittershaussen assumirá cargo interinamente até eleição e posse do novo presidente

    Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business

    em São Paulo

    As ações da Petrobras, que caíam mais de 1% mais cedo, após a renúncia de Caio Paes de Andrade ao cargo de presidente da companhia, avançaram nesta tarde.

    As preferencias (PN) registraram valorização de 3,18% e as ordinárias (ON) de 1,67%.

    O indicado do governo para chefiar a estatal, Jean-Paul Prates, disse nesta quarta-feira, durante cerimônia de posse de Geraldo Alckmin ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), que não haveria mudança na política de preços da petroleira, assim como intervenção direta no mercado.

    Com a saída antecipada de Caio Paes de Andrade, o diretor-executivo de produção João Henrique Rittershaussen foi escolhido para comandar a Petrobras interinamente até a eleição e posse do novo CEO.

    Na terça-feira (3), o Ministério de Minas e Energia enviou um comunicado para o Conselho de Administração da Petrobras confirmando que o senador Jean Paul Prates será indicado para assumir o comando da empresa.

    O senador já havia sido indicado por Lula como próximo presidente da companhia desde o fim do ano passado, o que desagradou os investidores.

    Prates, que desistiu de concorrer à reeleição no Senado, já se posicionou contrário à privatização da empresa e também já havia questionado a atual política de preços da Petrobras, que está atualmente alinhada às práticas do mercado internacional.