Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ações europeias batem novas máximas recordes com alta de papéis de mineração

    Índice FTSEurofirst 300 subiu 0,34%, aos 1.878 pontos, enquanto o STOXX 600 ganhou 0,32%, aos 485 pontos

    REUTERS

    Anisha Sircar e Ambar Warrickda Reuters

    São Paulo

    As ações europeias fecharam em máxima recorde nesta quinta-feira, depois que o alívio em torno da incorporadora imobiliária China Evergrande beneficiou as ações de mineração focadas na China, enquanto uma série de balanços corporativos fortes ajudou no sentimento.

    O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,34%, aos 1.878 pontos, enquanto o STOXX 600 ganhou 0,32%, aos 485 pontos.

    O setor de mineração avançou 3,7%, em seu melhor dia em quatro meses.

    A mineradora Anglo American PLC teve o melhor desempenho no setor, saltando 5,9% depois que a rival produtora de diamantes Alrosa, da Rússia, registrou salto do lucro e apontou forte recuperação na demanda global pela pedra preciosa.

    O BHP Group avançou 3,9% após afirmar que conseguiu aprovação para seus planos climáticos. A maior mineradora do mundo quer atingir emissão zero até 2050.

    Os preços de minério de ferro e cobre avançavam depois que a o endividado Evergrande Group conseguiu evitar mais uma vez um calote.

    Ainda assim, as preocupações com a inflação global alta limitaram os ganhos, especialmente depois de uma leitura mais forte do que o esperado nos Estados Unidos.

    • Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,60%, aos 7.384 pontos.
    • Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,10%, aos 16.083 pontos.
    • Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,20%, aos 7.059 pontos.
    • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,26%, aos 27.633 pontos.
    • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,54%, aos 9.092 pontos.
    • Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 0,06%, aos 5.707 pontos.