Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Preço médio da gasolina chega a R$ 7,29 e bate recorde histórico, aponta ANP

    Combustível subiu pela quarta semana consecutiva. Diesel e Gás natural também tiveram aumento

    Elis Barretoda CNN

    no Rio de Janeiro

    A gasolina comum subiu pela quarta semana consecutiva no Brasil e registrou o maior preço médio da série histórica do levantamento semanal de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

    O levantamento começou em 2004. Nesta semana, o combustível foi verificado com o preço médio de R$ 7,29 no Brasil, aumento de cerca de um centavo em comparação com os R$ 7,28 da semana anterior.

    Em um posto a cidade de Tubarão, em Santa Catarina, a gasolina foi encontrada a R$ 8,99. A última alta dos combustíveis anunciada pela Petrobras foi no dia 11 de março.

    O diesel, utilizado principalmente por veículos de grande porte como caminhões e ônibus, também registrou alta pela quarta semana consecutiva. O preço médio do combustível chegou aos R$ 6,63 nesta semana, frente aos R$ 6,61 na última semana.

    Após o aumento de 19% nos preços de venda de gás natural para as distribuidoras, anunciado pela Petrobras na última sexta-feira (29), o Gás Natural Veicular (GNV) registrou um aumento de 9,4% no preço médio nas bombas, de uma semana para outra.

    O preço do metro cúbico no Brasil foi registrado em R$ 5,22, aumento de R$ 0,45 na comparação com o preço verificado na semana passada.

    O etanol, único combustível no Brasil para carros leves que não é derivado de petróleo, registrou queda no valor nos postos de combustíveis. Nesta semana, o litro do etanol foi encontrado a R$ 5,44 nos postos, enquanto na última semana, o preço médio do combustível era de R$ 5,53.