Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após reunião com Lula, Petrobras espera primeiros indicados de Prates nesta sexta-feira (27)

    Novo presidente da Petrobras pretende reformar conselho e diretoria

    De inglês fluente a currículo compatível, há uma série de exigências para quem assume um posto no alto escalão da companhia
    De inglês fluente a currículo compatível, há uma série de exigências para quem assume um posto no alto escalão da companhia 16/10/2019 REUTERS/Sergio Moraes

    Pedro Duranda CNN

    no Rio de Janeiro

    A diretoria da Petrobras espera receber nesta sexta-feira (27) os primeiros nomes de indicados por Jean Paul Prates para assumirem cargos na empresa. A expectativa de fontes ouvidas pela CNN é que o processo de indicações comece por assessores diretos, que auxiliarão Prates a tomar conhecimento da situação atual da petrolífera.

    Os diretores que tocarão o dia a dia da companhia devem ficar para um segundo momento. Atualmente há oito chefes de departamento na Petrobras. A expectativa de interlocutores dos envolvidos nessa dança das cadeiras é que pelo menos a metade seja trocada.

    Qualquer pessoa indicada para assumir um cargo na Petrobras precisa passar por uma checagem de antecedentes do departamento de compliance. A diferença é que o presidente pode ignorar eventuais vetos para assessores diretos ou funcionários do segundo escalão.

    Já os diretores precisam necessariamente ser aprovados pelo Conselho de Administração. Muito embora cinco dos 11 membros do conselho sejam remanescentes do governo de Jair Bolsonaro (PL), a aprovação unânime de Prates foi vista como sinal de força e voto de confiança.

    Isso não significa necessariamente que representantes dos acionistas e indicados pela gestão anterior aceitarão qualquer nome. De inglês fluente a currículo compatível, há uma série de exigências para quem assume um posto no alto escalão da companhia.

    No caso de um executivo ser mal sucedido ou cometer um ato ilícito, tecnicamente os membros do Conselho que o aprovaram apesar de vetos do compliance podem acabar sendo co-responsabilizados.

    No fim da tarde desta quinta-feira (26) o recém-empossado presidente da Petrobras se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Uma das pautas do encontro foi justamente os nomes que assumirão cargos na estatal na gestão petista.