Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Auditoria mostra quebras de sigilos dentro da Receita Federal

    Casos aconteceram entre 2018 e 2020; órgão restringirá os servidores autorizados a acessar os dados

    Superintendência da Receita Federal, em Brasília
    Superintendência da Receita Federal, em Brasília Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Da CNN

    Uma auditoria mostrou que entre 2018 e 2020 foram instaurados oito processos administrativos contra servidores da Receita Federal que acessaram sem autorização legal os dados de pessoas físicas da base do órgão. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

    Entre as informações, estavam o valor do imposto de renda pago, para quem foi pago e endereços, por exemplo.

    Das oito ações, seis miravam pessoas politicamente expostas. Dentre elas, estão integrantes do Congresso Nacional e do governo federal. Os integrantes do Poder Judiciário não entram nessa conta.

    Houve pelo menos quatro suspensões e outros quatro processos estão em andamento.

    Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, personalidades como a cantora Anitta, o apresentar Luciano Huck e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) estão entre as pessoas afetadas.

    Procurada pela CNN, a Receita Federal declarou que todos os acessos ao portal do Imposto de Renda de Pessoa Física são rastreáveis, sendo possível saber quem acessou e o que fez. A entidade promete aperfeiçoar o sistema neste ano.

    Até o dia 31 de março será restringido os servidores que podem acessar os dados.

    “A Receita realizará auditoria nos controles de segurança de acesso aos dados internos neste ano, conforme Plano Anual de Auditoria Interna”, explica.

    (*Publicado por Douglas Porto com informações de Beatriz Gabriele)