Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Auxílio Brasil: parcela de julho, última de R$ 400, começa a ser paga nesta segunda (18)

    A partir de agosto, benefício passará a valer R$ 600 para cada família

    Mudança no valor do Auxílio Brasil faz parte da PEC dos Benefícios
    Mudança no valor do Auxílio Brasil faz parte da PEC dos Benefícios Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    João Pedro Malardo CNN Brasil Business

    em São Paulo

    A Caixa Econômica Federal inicia nesta segunda-feira (18) o pagamento do Auxílio Brasil referente ao mês de julho. Será a última parcela do benefício social com valor de R$ 400 para cada família.

    A partir de agosto, o valor do benefício passará a ser de R$ 600 por família. A mudança foi implementada com a promulgação da PEC dos Benefícios, que aumentou o valor de auxílios sociais e criou novos, totalizando um custo de R$ 41,25 bilhões para o governo federal.

    Do total de recursos aprovados, R$ 26 bilhões serão destinados ao Auxílio Brasil.

    Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões foram incluídas no Auxílio Brasil.

    O Auxílio Brasil é coordenado pelo Ministério da Cidadania, responsável por gerenciar os benefícios do programa e pelo envio dos recursos para pagamento pela Caixa.

    As datas dos pagamentos seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês. Os depósitos são feitos diariamente a partir do último dígito do Número de Identificação Social (NIS), que vai de 0 a 9.

    O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

    Confira o calendário completo do Auxílio Brasil

    Outros benefícios

    Além do acréscimo de R$ 200 do Auxílio Brasil, a PEC prevê a ampliação de outros tipos de subsídios à população. No caso do Auxílio Gás, será destinado R$ 1,05 bilhão para complementar o valor pago a cada dois meses aos cidadãos contemplados com o benefício.

    Portanto, cada família passa a receber 100% do valor da média nacional do botijão de 13Kg de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), e não mais os 50% pagos desde o início do ano.

    Já o programa Alimenta Brasil, que compra a produção da agricultura familiar e destina a entidades socioassistenciais, escolas e creches, entre outros equipamentos públicos, terá um acréscimo de R$ 500 milhões. São compras de até R$ 12 mil por ano de cada família produtora.

    Em meio à alta dos combustíveis neste ano, os motoristas também serão incluídos na lista de benefícios. Os caminhoneiros cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) receberão R$ 1 mil mensais.

    Os motoristas de táxi cadastrados até 31 de maio de 2022, mediante apresentação do documento de permissão, terão direito a R$ 200 mensais após regulamentação da forma de pagamento.

    Por fim, será concedida assistência de R$ 2,5 bilhões até 31 de dezembro de 2022 para auxiliar o custeio do direito da gratuidade aos idosos no transporte público coletivo urbano, semiurbano e metropolitano prevista no Estatuto do Idoso. O montante será repassado à União, a estados, ao Distrito Federal e a municípios.

    Com informações de Fabricio Julião, do CNN Brasil Business