Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Ásia fecham em baixa, após postura mais austera do Fed

    BC dos EUA elevou seus juros em 75 pontos-base pela quinta vez consecutiva na quarta, como se previa

    Índice acionário japonês Nikkei caiu 0,58% em Tóquio, a 27.153,83 pontos, e o Hang Seng recuou 1,61% em Hong Kong, a 18.147,95 pontos
    Índice acionário japonês Nikkei caiu 0,58% em Tóquio, a 27.153,83 pontos, e o Hang Seng recuou 1,61% em Hong Kong, a 18.147,95 pontos Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

    Sergio Caldas*, do Estadão Conteúdo

    As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta quinta-feira (22), após o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) elevar juros na quarta e sugerir mais aumentos para combater a inflação em alta.

    O Banco do Japão (BoJ), por sua vez, reiterou sua tradicional postura acomodatícia.

    O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,58% em Tóquio, a 27.153,83 pontos, e o Hang Seng recuou 1,61% em Hong Kong, a 18.147,95 pontos, atingindo o menor nível desde o fim de 2011.

    O sul-coreano Kospi apresentou perda de 0,63% em Seul, a 2.332,31 pontos, e o Taiex registrou queda de 0,97% em Taiwan, a 14.284,63 pontos.

    Na China continental, o Xangai Composto teve modesta baixa de 0,27%, a 3.108,91 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,62%, a 1991.85 pontos.

    O mau-humor generalizado na Ásia veio após o Fed, como o BC americano é conhecido, elevar seus juros em 75 pontos-base pela quinta vez consecutiva na quarta, como se previa, e sinalizar que as taxas vão continuar subindo para conter a inflação persistente nos EUA.

    O Fed também elevou suas projeções de inflação, ao mesmo tempo que cortou as de crescimento.

    O comportamento “hawkish” (favorável à retirada de estímulos) do Fed deflagrou uma nova rodada de perdas entre as bolsas de Nova York.

    No Japão, por outro lado, o BoJ deixou mais uma vez sua política monetária inalterada nesta quinta, embora a inflação doméstica também esteja acelerando, distanciando-se ainda mais do Fed e levando o iene na se enfraquecer em relação ao dólar.

    Posteriormente, horas depois do fechamento da Bolsa de Tóquio, o iene se recuperou após intervenção do Ministério de Finanças japonês no mercado cambial.

    Na Oceania, a bolsa australiana não operou nesta quinta-feira em função de um feriado nacional.