Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em alta, após Fed sinalizar moderação

    Predominância do tom positivo na Ásia veio um dia após o Fed elevar seus juros em mais 75 pontos-base, como era amplamente esperado

    Na China continental, Xangai Composto teve ganho de 0,21%, a 3.282,58 pontos
    Na China continental, Xangai Composto teve ganho de 0,21%, a 3.282,58 pontos REUTERS

    Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

    As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quinta-feira (28) após o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) sinalizar que poderá desacelerar seu processo de aperto monetário.

    O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,36% em Tóquio hoje, a 27.815,48 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,82% em Seul, a 2.435,27 pontos.

    Na China continental, Xangai Composto teve ganho de 0,21%, a 3.282,58 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto se valorizou 0,40%, a 2.203,24 pontos.

    Por outro lado, o Hang Seng caiu 0,23% em Hong Kong, a 20.622,68 pontos, e o Taiex recuou 0,20% em Taiwan, a 14.891,90 pontos.

    A predominância do tom positivo na Ásia veio um dia após o Fed elevar seus juros em mais 75 pontos-base, como era amplamente esperado, evitando um aumento mais drástico de 100 pontos-base, apesar da disparada da inflação nos EUA.

    O presidente do Fed, Jerome Powell, ponderou ainda que, provavelmente, será necessário moderar o ritmo de futuras altas de juros.

    Em reação ao Fed, as bolsas de Nova York encerraram os negócios de ontem com robustos ganhos.

    Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul nesta quinta-feira, impulsionada por ações financeiras e ligadas a commodities.

    O S&P/ASX 200 avançou 0,97% em Sydney, a 6.889,70 pontos.