Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BrasilAgro e TIM fecham parceria para levar 4G ao Maranhão

    projeto será aplicado a partir de São Raimundo das Mangabeiras, cidade localizada no sul do estado nordestino

    Valor investido na parceria não foi revelado
    Valor investido na parceria não foi revelado REUTERS/Agustin Marcarian/Archivo

    da Reuters

    A companhia agrícola BrasilAgro fechou uma parceria com a TIM Brasil para fornecimento de cobertura de rede 4G para levar conectividade a duas de suas fazendas no Maranhão, em uma área de mais de 45 mil hectares.

    O projeto será aplicado a partir de São Raimundo das Mangabeiras, cidade localizada no sul do estado nordestino. A chegada do sinal às fazendas do Maranhão faz parte da estratégia da empresa de digitalizar suas operações.

    “A chegada de um sinal de qualidade vai permitir avançarmos com os projetos de IoT, a Internet das Coisas, conectando máquinas e equipamentos que são usados no campo”, afirmou o CFO da BrasilAgro, Gustavo Javier Lopez, em nota à Reuters.

    A infraestrutura provida pela TIM será alimentada via sistema fotovoltaico, garantindo o compromisso com os aspectos ambientais, ressaltou a empresa agrícola.

    O Maranhão faz parte de um importante polo agrícola do país conhecido como Matopiba, que contempla também os Estados de Tocantins, Piauí e Bahia.

    “Além de beneficiar a produção de alimentos no interior do Nordeste, a conectividade 4G da TIM chega às unidades do Maranhão com o principal propósito de destacar ainda mais a região, impulsionando a produtividade”, ressaltou a BrasilAgro.

    Para o diretor de Desenvolvimento de Mercado IoT & 5G da TIM Brasil, Alexandre Dal Forno, a solução 4G TIM no Campo deve contribuir para a transformação digital nas regiões agrícolas do país.

    “Cobrimos já 12 milhões de hectares com 4G da TIM dedicados à agricultura”, comentou no comunicado.

    A TIM a e BrasilAgro também estudam avanços na parceria para algumas das demais áreas produtivas da companhia, que está presente em seis Estados brasileiros, na Bolívia e no Paraguai.

    O valor investido na parceria não foi revelado.

    A companhia agrícola ainda destacou que tem investido na implantação de uma ferramenta que coleta dados em tempo real nas fazendas, permitindo maior controle sobre aspectos climáticos e produtivos.