Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    C&A dispara em meio a rumores sobre interesse da Lojas Renner

    No final do dia, contudo, papeis recuaram após declaração de CEO negando negócio entre varejistas

    No fim de semana, o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, publicou que a Lojas Renner "está em negociações preliminares para a compra da C&A no Brasil"
    No fim de semana, o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, publicou que a Lojas Renner "está em negociações preliminares para a compra da C&A no Brasil" Divulgação

    da Reuters

    As ações da C&A disparavam na bolsa paulista nesta segunda-feira (16), em meio a especulações de que ela pode ser alvo de uma oferta de aquisição.

    No fim de semana, o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, publicou que a Lojas Renner “está em negociações preliminares para a compra da C&A no Brasil”.

    Procurada pela Reuters, a Lojas Renner afirmou que “não comenta rumores do mercado”. A C&A também disse que “não comenta rumores ou especulações de mercado” e acrescentou que “segue intensamente focada no desenvolvimento dos seus planos de negócio no país”.

    As ações da Renner fecharam com desvalorização de 2,04%, a R$ 19,73. As da C&A encerraram com alta de 11,52%, cotadas a R$ 2,71, após terem disparado 20,58%, a R$ 2,93, por volta de 15h55.

    O recuo começou após o CEO da varejista, Paulo Correa, dizer que “a informação [sobre venda para a Renner] não procede”.