Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Campos Neto diz que projetos do BC não serão afetados com troca na Presidência do país

    Presidente da instituição destacou os avanços promovidos pelo Banco Central no âmbito do sistema financeiro digital, como a criação do Pix

    O Presidente do BC, Roberto Campos Neto, durante coletiva de imprensa na sede do Banco Central em Brasília
    O Presidente do BC, Roberto Campos Neto, durante coletiva de imprensa na sede do Banco Central em Brasília Reuters

    Elis Barretoda CNN

    em Brasília

    O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que os projetos desenvolvidos pelo BC não serão afetados pelo mudança na Presidência do país.

    A fala de Campos Neto foi em um evento promovido pelo portal Poder 360, que discutia segurança digital e os avanços de tecnologias no sistema financeiro.

    “A gente tem que pensar na instituição, e não naquele projeto, naquele momento, naquela equipe. Esse projeto, do Pix, foi uma visão adotada pelos quadros do BC, e vai continuar independentemente do governo, e de quem for o presidente”, afirmou.

    Durante o seminário de abertura, Campos Neto destacou os avanços promovidos pelo banco no âmbito do sistema financeiro digital, como a criação do Pix. Além disso, o banco está desenvolvendo o Real Digital, uma versão digitalizada da moeda física corrente no país.

    No caos do Pix, o presidente do Banco Central prometeu a divulgação em breve de novas funcionalidades da ferramenta, como a opção de parcelamento e a programação de transações financeiras.

    Segurança no mercado financeiro digital

    Campos Neto destacou que o sistema financeiro brasileiro é ágil e seguro, e que os bancos privados investem um volume significativo de recursos para aprimorar a segurança dos canais digitais.

    “São várias iniciativas que foram feitas, uma que foi importante que cresceu muito é a parte de segurança na abertura de contas”, disse o presidente.

    Segundo ele, as instituições estão se esforçando agora para combater a criação de contas laranjas e de aluguel.

    Para o presidente, o incentivo e a ampliação da digitalização das operações deve, inclusive, facilitar as ações de fiscalização. Segundo Campos Neto, o fato de as transações serem digitais, facilita o rastreio e a segurança no sistema financeiro.