Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Carrefour lidera ranking de maiores varejistas brasileiras

    Com um faturamento anual de R$ 81,1 bilhões, a varejista de origem francesa lidera a lista das 120 organizações que compõem a edição 2022

    Na sequência estão o Assaí, Magazine Luiza, Via, Americanas e Grupo Pão de Açúcar
    Na sequência estão o Assaí, Magazine Luiza, Via, Americanas e Grupo Pão de Açúcar Chesnot/Getty Images

    Talita Nascimento, do Estadão Conteúdo

    O Grupo Carrefour Brasil lidera a lista das maiores empresas varejistas brasileiras, segundo o Ranking Ibevar-FIA.

    Com um faturamento anual de R$ 81,1 bilhões, a varejista de origem francesa lidera a lista das 120 organizações que compõem a edição 2022, que avalia dados de 2021.

    Na sequência estão o Assaí, com R$ 45,6 bilhões de faturamento; o Magazine Luiza, R$ 42,9 bilhões; Via, R$ 36,3 bilhões; Americanas, R$ 32,2 bilhões; e Grupo Pão de Açúcar, R$ 29 bilhões.

    Essas seis empresas em conjunto representavam 36,7% do total de faturamento das 120 empresas da lista em 2021. Em 2020 a participação das seis maiores era ligeiramente maior, 37,3%.

    Ou seja, o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (Ibevar) observou um discreto processo de desconcentração.

    O Ranking ainda identifica as empresas mais eficientes em diversos segmentos do varejo.

    Essa eficiência é a resultante de duas medidas diferentes: a produtividade das lojas e a produtividade dos funcionários.

    A partir de um algoritmo essas duas medidas de produtividade são compostas em um único indicador.

    O grupo das empresas mais eficientes foi designado com o índice 100 e todas as demais comparadas com esse conjunto.

    Na categoria de supermercados, por exemplo, estão entre as empresas com nota máxima de eficiência Carrefour, GPA, Grupo Pereira, Zaffari, Formosa, Irmãos Boa e Assaí.

    O grupo Mateus, listado na B3, ficou no grupo de companhias com eficiência entre 80 e 100, o segundo mais eficiente.

    Na categoria de eletroeletrônicos e móveis, Magazine Luiza, Via, Fast Shop, Fujioka e Estok ganharam nota 100.

    Em moda e esporte, Renner, Havan, Arezzo, Inditex e Inbrands ficaram com a classificação mais alta.

    A C&A ficou na categoria de eficiência entre 60 e 80, a segunda pior.

    Marisa, Alpargatas, Restoque e Cia Hering tiveram a pior classificação, com nota menor que 40.