Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BC do Chile mantém taxa básica de juros em 11,25%, com decisão unânime

    Autoridade indicou que a ação ocorre com as pressões inflacionárias em todo o mundo permanecendo altas

    Vista panorâmica de Santiago, no Chile
    Vista panorâmica de Santiago, no Chile REUTERS/Rodrigo Garrido

    Matheus Andrade, do Estadão Conteúdo

    O Banco Central do Chile decidiu hoje, por unanimidade, manter sua taxa básica de juros em 11,25%. Em seu comunicado, a autoridade indica que a ação ocorre com as pressões inflacionárias em todo o mundo permanecendo altas.

    Os bancos centrais das economias desenvolvidas continuaram elevando suas taxas de referência e as expectativas do mercado antecipam que seu ajuste monetário será prolongado, avalia o banco.

    “Os mercados financeiros mundiais têm refletido uma maior busca pelo risco, embora mantenham elevados níveis de volatilidade. Com isso, parte das tendências dos últimos meses foi revertida. Assim, nos últimos tempos, as taxas de juros de longo prazo caíram, as bolsas subiram e o dólar se desvalorizou globalmente. Os preços das commodities têm mostrado movimentos misto”, aponta o banco central.

    “A política monetária tem feito um ajuste significativo e está favorecendo a resolução dos desequilíbrios presentes na economia. No entanto, a inflação continua muito alta e a convergência para a meta de 3% ainda está sujeita a riscos”, afirma o comunicado.

    O banco central manterá a taxa em 11,25% até que o estado da macroeconomia indique que o processo foi consolidado, diz a autoridade.