Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Código-fonte da World Wide Web é vendido por US$ 5,4 milhões em leilão online

    O código-fonte foi vendido no formato token não-fungível (NFT) - um tipo de criptoativo que registra a propriedade de itens digitais

    Foto: Jens Büttner/picture alliance via Getty Images

    Por Elizabeth Howcroft, da Reuters

    Um token com tecnologia blockchain que representa o código-fonte original da World Wide Web escrito pelo seu inventor, Tim Berners-Lee, foi vendido por US$ 5,4 milhões em um leilão online na Sotheby’s nesta quarta-feira, afirmou a casa de leilões.

    O código-fonte foi vendido no formato token não-fungível (NFT) – um tipo de criptoativo que registra a propriedade de itens digitais.

    O NFT foi criado pelo cientista inglês Berners-Lee em 2021 e representa a propriedade de vários itens digitais de quando ele inventou a World Wide Web em 1989, incluindo cerca de 9.555 linhas de códigos-fontes entre 1990 e 1991.

    A World Wide Web em si não foi vendida, mas um registro com tecnologia blockchain da propriedade de arquivos que contêm o código-fonte original da World Wide Web. O preço final foi de US$ 5.434.500.

    A World Wide Web, ou “a rede”, é o sistema de navegação e acesso de informações na internet.

    O NFT é considerado valioso por alguns porque o blockchain autentica que é um item único e que foi oficialmente criado, ou “cunhado”, pelo próprio Berners-Lee.

    “O simbolismo, a história e o fato de vir do seu próprio criador são o que o tornam valioso – e há muitas pessoas que colecionam coisas exatamente por esses motivos”, disse Cassandra Hatton, chefe-global de ciência e cultura popular da Sohetby’s.

    “Nós o colocamos no fórum público, vendemos basicamente sem reservas (o leilão começou em US$ 1.000) e deixamos o mercado decidir qual seria o seu valor. Houve propostas de várias pessoas que concordaram que era valioso.”

    A venda é a mais recente de uma série de medidas de casas tradicionais de leilões para abraçar ativos baseados em blockchain, que explodiram em popularidade no começo de 2021.

    Em março, o NFT de uma colagem digital do artista norte-americano Beeple arrecadou US$ 69,3 milhões na Christie’s, na primeira venda de uma grande casa de leilões de uma obra de arte que não existe fisicamente.

    O chefe do Twitter, Jack Dorsey, vendeu seu primeiro tuíte em formato NFT por US$ 2,9 milhões.