Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Comissão do Senado vai ouvir Guedes e Sachsida sobre preço dos combustíveis

    Data das audiências ainda será marcada

    Gabrielle Varelada CNN

    em Brasília

    A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou, esta terça-feira (21), requerimentos de convite para ouvir os ministros da economia Paulo Guedes e de Minas e Energia Adolfo Sachsida, sobre a questão dos preços dos combustíveis no Brasil, e o ex-presidente da Petrobras José Mauro Coelho para falar das diretrizes da gestão.

    Inicialmente, o requerimento de autoria do senador Alexandre Silveira (PSD-MG) era para convocação de Paulo Guedes, mas o senador Espiridião Amin pediu que fosse convertido em convite.

    Silveira se incomodou e ressaltou que há vários convites na casa ao ministro e não tiveram data marcada ou teve alteração na véspera e por isso defendeu manter a convocação em paralelo.

    “Registro de forma peremptória que entrarei hoje ainda com uma segunda convocação para que, caso o Ministro Guedes não venha o mais rápido possível explicar não só a nós Senadores, mas explicar em especial ao povo brasileiro para onde nós vamos… Porque daqui para trás eu acho que não tem como explicar mais, eu acho que não tem justificativa para as atitudes e principalmente para as omissões da política econômica que o Ministro Guedes implementou neste país”, completou o senador mineiro.

    O requerimento do ministro de Minas e Energia também era de convocação e foi convertido para convite após anuência do autor Senador Jean Paul Prates (PT-RN).

    O objetivo da ida do ministro é para esclarecer sobre o planejamento setorial de abastecimento de combustíveis no Brasil e as medidas vislumbradas pelo governo para garantia desse abastecimento à população.

    Na mesma reunião, foi aprovado o convite ao ex-presidente da Petrobras José Mauro Coelho para prestar informações sobre as diretrizes recebidas para atuação da Petrobras, em especialmente no atinente aos investimentos realizados e preços praticados.

    “É importante que o Sr. Coelho esclareça qual mandato recebeu e qual tarefa buscou desempenhar, bem como os motivos pelos quais julga ter sido frustrada essa tarefa em apenas 40 dias. É importante deixar claro qual alteração conjuntural tornou sua nomeação inadequada em pouco mais de um mês”, justificou o autor do requerimento senador Jean Paul Prates.

    Haverá ainda audiência pública para debater a política de fornecimento e preços do gás natural comercializado pela Petrobrás. As reuniões ainda serão marcadas com as autoridades.