Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Companhia aérea lança etiquetas eletrônicas de bagagem para acelerar processo de check-in

    Opção surge quando as companhias aéreas dos EUA enfrentam grandes filas e grandes atrasos graças às altas de viagens

    Aeroporto Internacional de Palm Beach, na Flórida
    Aeroporto Internacional de Palm Beach, na Flórida Divulgação

    Jennifer Korndo CNN Business

    A Alaska Airlines está lançando etiquetas eletrônicas de bagagem em um esforço para acelerar o processo de check-in no aeroporto para os clientes, informou a empresa na última terça-feira (19).

    A nova opção, que a Alaska está divulgando como a primeira do tipo para uma companhia aérea dos EUA, permitirá que os clientes pulem a etapa de imprimir etiquetas de bagagem ao fazer o check-in em um aeroporto.

    Em vez disso, os clientes poderão ativar as etiquetas eletrônicas de bagagem por meio do aplicativo móvel da Alaska Airlines até 24 horas antes de um voo. Depois de chegar ao aeroporto, o cliente simplesmente toca o telefone na etiqueta para exibir as informações do voo.

    “Esta tecnologia permite que nossos hóspedes etiquetem suas próprias malas em apenas alguns segundos e torna todo o processo de check-in quase todo fora do aeroporto”, disse Charu Jain, vice-presidente sênior de merchandising e inovação do Alaska, em comunicado.

    A empresa espera reduzir o tempo gasto para deixar a bagagem em quase 40% e também liberar os funcionários para lidar com outros problemas no aeroporto.

    A disponibilidade será limitada para começar. Esses dispositivos programáveis ​​serão lançados em fases, começando pelo Aeroporto Internacional de San Jose, na Califórnia.

    A Alaska Airlines também lançou um sistema de entrega de bagagem em março no aeroporto de San Jose, que funcionará com as etiquetas eletrônicas para tornar a experiência de check-in de bagagem o mais prática possível.

    A opção de etiqueta eletrônica ocorre quando as companhias aéreas de todo o país enfrentam grandes filas e grandes atrasos graças às altas de viagens da era da pandemia, escassez de funcionários e mau tempo.

    As companhias aéreas dos EUA cancelaram mais de 100.000 voos este ano, com 30.000 cancelamentos apenas desde o fim de semana do Memorial Day, de acordo com dados do site de rastreamento de voos FlightAware.

    A companhia aérea disse que 2.500 passageiros frequentes do Alaska poderão usar a tecnologia primeiro, a partir do final de 2022. Os dispositivos serão disponibilizados aos membros do Mileage Plan para compra no início de 2023.

    Outras companhias aéreas ao redor do mundo também começaram a oferecer a opção de digitalizar o processo de bagagem. Empresas como BagTag, One Bag Tag e eTag permitem que os clientes usem etiquetas eletrônicas em várias companhias aéreas europeias e asiáticas.

    Reportagem adicional de Pete Muntean, Gregory Wallace e Marnie Hunter da CNN

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original