Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Corinthians estreia sua criptomoeda de torcedores nesta quinta-feira (2)

    Vendida a US$ 2, a $SCCP segue o exemplo da $GALO, do Atlético Mineiro, que foi um sucesso e levantou alguns milhões de reais para o clube

    Torcedor do Corinthians segura faixa de apoio ao clube
    Torcedor do Corinthians segura faixa de apoio ao clube Bruno Teixeira/Reprodução/Twitter

    Leonardo Guimarãesdo CNN Brasil Business

    de São Paulo

    O Corinthians – segundo maior clube em torcida do Brasil – vai lançar seu fan token nesta quinta-feira (2), um dia após o aniversário de 111 anos do clube. O preço inicial do ativo batizado de $SCCP foi fixado em US$ 2 e começa a ser negociado às 10h (horário de Brasília).

    Os fan tokens são um tipo de criptoativo que dão aos donos o direito de participar de votações no clube, ganhar brindes e participar de promoções exclusivas. Para o clube, é uma forma de se capitalizar e ter uma base organizada de torcedores para envolvê-los no dia a dia do time.

    No mês passado, o clube anunciou a parceria com a plataforma Socios.com, que ainda não informou quantos tokens corinthianos vai colocar em circulação.

    A expectativa para o lançamento é boa, já que esse tipo de ativo vem ganhando volume. O Corinthians se torna o segundo clube a apostar em fan tokens. O primeiro foi o Atlético Mineiro, que lançou a $GALO, que se esgotou em poucos minutos. Eram 850 mil tokens em circulação negociados também a US$ 2. Foram mais de R$ 10 milhões arrecadados.

    Quem quiser adquirir a $SCCP deverá entrar na Socios.com e pagar com a criptomoeda da plataforma, a chiliz (CHZ). O ativo também estará disponível em corretoras de criptos como Mercado Bitcoin, Binance e Coibase após algumas semanas da estreia.

    “Os fan tokens vão moldar o futuro do engajamento de torcedores no Brasil e no mundo. Estamos muito felizes em anunciar que o Corinthians se tornou mais um enorme clube a entrar nessa mudança sem precedentes, um movimento que vai criar uma experiência melhor de relacionamento entre fãs e clubes”, disse Alexandre Dreyfus, CEO da Socio.com e Chiliz.

    Vários grandes clubes da Europa já emitiram seus criptoativos. Juventus, Manchester City, Paris Saint-German, Barcelona, Milan, Atlético de Madri e Valencia estão no clube dos que já arrecadaram com a tecnologia.

    Por enquanto, o fan token mais famoso é o do PSG, clube mais badalado do momento. O ativo do time francês foi muito comentado depois que o clube revelou que incluiu no pagamento de Lionel Messi um montante “considerável” de seus fan tokens. Analistas estimam entre US$ 29 milhões e US$ 35 milhões pagos ao atleta com a $PSG.

    A Socios.com, que fornece os tokens do Atlético, PSG, Corinthians e outros grandes times, diz que esses ativos já renderam mais de US$ 150 milhões apenas em 2021.

    Como o bitcoin e outras moedas digitais, os tokens de torcedores podem ser comprados e vendidos em corretoras e entre pessoas. Eles também compartilham com outras criptomoedas a tendência de variações de preço enormes, o que leva algumas agências reguladoras a emitir alertas sobre esses ativos aos investidores.