Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vendas de Páscoa devem cair 8,5% em SP, diz associação de supermercados

    Fábricas de chocolate tentam driblar a crise e entregam ovos em casa

    Sandro Zeppi

    Da CNN, em São Paulo

    A Páscoa será comemorada no domingo (12), mas a pandemia do novo coronavírus fez as fábricas fecharem mais cedo. A necessidade de isolamento provocou sumiço dos clientes e os comerciantes já contam os prejuízos. 

    Para uma das maiores fábricas de chocolate do país, antes das medidas de isolamento, havia uma estimativa de crescimento de 15% nas vendas. 

    “No atual cenário do Brasil e do mundo, é impossível prever como serão nossas vendas de páscoa. Nossa orientação para todos os nossos franqueados no país é que mantenhamos a calma. Então nós estamos implantando uma série de estratégias como delivery, drive thru, para que a gente possa passar por esse momento tão difícil da maneira mais suave possível”, diz Alexandre Costa, CEO da Cacau Show.

    A Associação Paulista de Supermercados também tinha uma expectativa positiva nas vendas: aumento de 2,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Agora, com o novo cálculo, o setor espera queda de 8,5%.