Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após colapso do SVB, dólar cai ante rivais com chance de Fed menos agressivo nos EUA

    Governo dos EUA anunciou várias medidas no início do pregão asiático, dizendo que todos os clientes do SVB terão acesso a seus depósitos a partir de segunda-feira

    Dólar: turbulência do mercado com o colapso do SVB levou os investidores a especular que o Fed não aumentará mais as taxas de juros
    Dólar: turbulência do mercado com o colapso do SVB levou os investidores a especular que o Fed não aumentará mais as taxas de juros claffra / Getty Images

    Reuters

    O dólar operava em queda em relação a outras moedas nesta segunda-feira (13) com expectativas elevadas de que o Federal Reserve será menos agressivo com a política monetária, já que as autoridades intervieram para limitar as consequências do súbito colapso do Banco do Vale do Silício (SIVB.O).

    O governo dos EUA anunciou várias medidas no início do pregão asiático, dizendo que todos os clientes do SVB terão acesso a seus depósitos a partir de segunda-feira.

    As autoridades também disseram que os depositantes do Signature Bank de Nova York (SBNY.O), que foi fechado no domingo pelo regulador financeiro do estado de Nova York, seriam resgatados sem prejuízo para o contribuinte.

    O Fed anunciou que disponibilizaria financiamento adicional por meio de um novo Programa de Financiamento a Prazo do Banco, que ofereceria empréstimos de até um ano a instituições depositárias, garantidos por títulos do Tesouro e outros ativos detidos por essas instituições.

    A turbulência do mercado com o colapso do SVB levou os investidores a especular que o Fed não aumentará mais as taxas de juros em 50 pontos-base neste mês. O foco agora estará nos dados de inflação de terça-feira para avaliar o quão agressivo o Fed provavelmente será.

    O índice do dólar, que mede a moeda dos EUA em relação a outras seis, caiu 0,55%, para mínimas de quase um mês, de 103,67, depois que o Goldman Sachs disse que não espera mais que o Fed aumente os juros em sua reunião de 22 de março. O índice foi o último em 103,92.

    O mercado agora está precificando uma chance de quase 33% de o Fed manter sua taxa atual e uma chance de 67% de uma alta de 25 pontos base. Em contraste, o mercado estava precificando uma chance de 70% de uma alta de 50 pontos-base antes do colapso do SVB.

    “Houve uma mudança radical nas expectativas de taxa de juros e nesse cenário o dólar enfraqueceu”, disse Niels Christensen, analista-chefe da Nordea.

    “A razão pela qual estamos vendo tal reajuste nas expectativas de aumento de juros é o colapso dos bancos. Se não vemos nenhuma expansão, as expectativas de aumentos de juros devem ser revividas rapidamente.”

    Enquanto isso, o euro subia 0,67%, para US$ 1,0704, pairando perto da alta de um mês de US$ 1,0737 atingida anteriormente, antes da reunião de política monetária do Banco Central Europeu na quinta-feira.

    “Ainda se espera que o BCE apresente uma alta de 50 pontos-base”, acrescentou Christensen, da Nordea.

    “A questão é quão hawkish o BCE será. Achamos que eles vão sinalizar que haverá mais aumentos de juros por vir.”

    Moedas seguras, como o iene japonês e o franco suíço, se beneficiaram das consequências do SVB.

    O iene se fortaleceu 0,8%, para 133,88 por dólar norte-americano, tendo atingido uma alta de um mês de 133,58 no início da sessão, enquanto o dólar caiu 0,6% em relação ao franco, para 0,9155.

    A libra foi negociada pela última vez a US$ 1,2105, alta de 0,57% no dia.

    O dólar australiano subiu 1,16%, para US$ 0,6659, e estava a caminho de seu maior salto percentual em um dia desde 1º de fevereiro. O kiwi ganhou 1%, sendo negociado a US$ 0,6195.

    O rendimento do Tesouro dos EUA de dois anos, que normalmente se move de acordo com as expectativas da taxa de juros, caiu 23 pontos-base em 4,3575%, a caminho de seu maior declínio de três dias desde a Segunda-Feira Negra em 1987.

    O Bitcoin e outras criptomoedas subiram no fim de semana, com o bitcoin em US$ 22.357 e o ether em US$ 1.595.