Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    EDP Brasil tem prejuízo de R$ 396,9 mi no 4º tri com baixa contábil em termelétrica

    Resultado reverte ganhos de R$ 809 milhões observado um ano antes

    EDP Brasil é uma holding do setor de energia
    EDP Brasil é uma holding do setor de energia Reuters/Rafael Marchante

    Por Letícia Fucuchima, da Reuters

    A EDP Brasil registrou um prejuízo líquido de R$ 396,9 milhões no quarto trimestre de 2022, revertendo o resultado positivo de R$ 809 milhões observado um ano antes, com impacto principalmente de uma baixa contábil relacionada à usina termelétrica de Pecém.

    A elétrica já havia anunciado no final de janeiro um “impairment” de R$ 1,2 bilhão no ativo devido ao cancelamento, pelo governo, do leilão de reserva de potência que seria realizado no ano passado.

    O certame era uma oportunidade para o empreendimento renovar contratos, que estão chegando perto do vencimento, e o cancelamento levou a companhia a realizar novos testes de valor recuperável da usina.

    No último trimestre de 2022, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da elétrica atingiu R$ 1,56 bilhão, alta de 16,3% no comparativo anual, com contribuição positiva da geração da térmica de Pecém e do segmento de distribuição de energia.

    No consolidado anual, a EDP Brasil fechou com um lucro líquido de R$ 1 bilhão, queda de 52,7% frente ao resultado de 2021, com impactos na linha de depreciação e amortização e de resultado financeiro.

    Já o Ebitda da elétrica encerrou 2022 em R$ 5,3 bilhões, aumento de 22,1% na base anual, puxado por melhores desempenhos nos segmentos de distribuição e transmissão de energia.