Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eletrobras propõe a acionistas incorporação de Furnas, subsidiária da companhia

    Assunto será votado em assembleia geral extraordinária (AGE) convocada para o dia 29 de dezembro

    Empresa afirma que a operação aumentará a eficiência das operações
    Empresa afirma que a operação aumentará a eficiência das operações 09/04/2019REUTERS/Brendan McDermid

    Matheus Piovesana, do Estadão Conteúdo

    A Eletrobras propôs aos acionistas a incorporação de Furnas, sua subsidiária, pela empresa. O assunto será votado em assembleia geral extraordinária (AGE) convocada para o dia 29 de dezembro. A companhia afirma que a operação aumentará a eficiência das operações.

    A Eletrobras é a única acionista de Furnas, e anunciou em agosto que estudava a incorporação da empresa.

    Caso a proposta seja aprovada, as atividades da companhia passarão a ser exercidas diretamente pela Eletrobras, que diz que a mudança trará benefícios a todas as partes envolvidas.

    Segundo a empresa de energia, a incorporação é importante para viabilizar seu plano estratégico, que busca destravar alavancas de valor com a integração dos negócios. Como não há outros acionistas em Furnas, a operação não levará a um aumento no capital da Eletrobras.

    “Dentre os diversos benefícios sinérgicos decorrentes desta operação, os quais se encontram expostos no Protocolo e Justificação, destacam-se a reestruturação, padronização e consolidação das atividades operacionais, administrativas e fiscais em linha com as melhores práticas de mercado e a adoção de um sistema único e robusto de governança corporativa que permitirá maior celeridade e qualidade no processo decisório correlato”, afirma a companhia na proposta feita aos acionistas.

    O capital social de Furnas é de R$ 35,3 bilhões. O laudo independente elaborado pela Impacto Consultores aponta que o valor contábil da companhia é de R$ 45,8 bilhões.