Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Elon Musk abre processo sob sigilo contra o Twitter

    Julgamento entre Twitter e Elon Musk será em outubro e deve durar 5 dias; bilionário desistiu de comprar a plataforma por US$ 44 bilhões

    Tom Halsda Reuters

    Elon Musk processou o Twitter nesta sexta-feira (29), intensificando sua luta legal contra a empresa de mídia social. O bilionário luta por sua tentativa de desistir da compra de US$ 44 bilhões da plataforma. O processo foi aberto confidencialmente.

    Embora o documento de 164 páginas não estivesse disponível ao público, sob as regras do tribunal uma versão redigida pode se tornar pública em breve.

    O processo de Musk foi aberto horas após a chanceler Kathaleen McCormick, da Corte de Chancelaria de Delaware, ordenar um julgamento de cinco dias a partir de 17 de outubro para determinar se Musk pode desistir do acordo.

    O Twitter ainda não respondeu a um pedido de comentário.

    Também na sexta-feira, Musk foi processado por um acionista do Twitter que pediu ao tribunal que ordenasse que o bilionário fechasse o negócio, alegando que ele violou seu dever fiduciário para com os acionistas do Twitter pelas perdas que causou.

    Musk tem um dever relativo com os acionistas do Twitter por causa de sua participação de 9,6% na empresa, e porque o acordo de aquisição lhe dá direito de veto a muitas das decisões da empresa, de acordo com o processo.  A ação foi movida por Luigi Crispo, dono de 5.500 ações do Twitter, no Tribunal de Chancelaria.

    Elon Musk, considerado a pessoa mais rica do mundo e executivo-chefe da Tesla, disse em 8 de julho que estava abandonando a aquisição e culpou o Twitter por violar o acordo ao deturpar o número de contas falsas em sua plataforma.

    O Twitter processou dias depois, chamando a conta falsa de uma distração e dizendo que Musk estava obrigado pelo contrato de fusão a fechar o negócio a US$ 54,20 por ação. As ações da empresa fecharam na sexta-feira em US$ 41,61, o maior fechamento desde que Musk abandonou o negócio.

    McCormick acelerou o caso para julgamento na semana passada, dizendo que queria limitar o dano potencial ao Twitter causado pela incerteza do acordo. O Twitter culpou a queda de receita e o caos dentro da empresa pela briga judicial.

    Os dois lados basicamente concordaram com um julgamento em 17 de outubro, mas estavam em desacordo sobre os limites da descoberta, ou acesso a documentos internos e outras provas.

    Musk acusou o Twitter esta semana de se arrastar em resposta a seus pedidos, e o Twitter o acusou de buscar grandes quantidades de dados que são irrelevantes para a questão principal do caso: se Musk violou o contrato.