Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Espaços culturais reabrem nesta terça em SP; prejuízo é estimado em R$ 34,5 bi

    Perda equivale a 1,7% do PIB estadual

    O setor cultural, um dos mais atingidos pela pandemia de Covid-19, começa a retomar suas atividades. A partir desta terça-feira (13), os espaços culturais estão liberados pra voltar a funcionar em São Paulo. 

    Mesmo com a reabertura diversos estabelecimentos culturais, o setor estima que a pandemia causou um prejuízo de R$ 34,5 bilhões. Segundo Sergio Sá Leitão, secretario de Cultura SP, esta perda representa 1,7% do PIB (Produto Interno Bruto) estadual. 

    “Estamos falando de uma crise que teve seis de paralisação total das atividades presenciais e um tempo de recuperação, que nós estamos estimando em 16 a 20 meses. O setor só retomará o mesmo PIB de 2019 em 2022. Esta perda equivale a 1,7% do PIB estadual. Realmente é um impacto devastador e esta retomada será lenta e gradual”, disse.

    Leia também:

    Casas de shows, eventos culturais e outras atividades são liberadas no Rio

    Teatros e cinemas se adaptam para a retomada das atividades culturais

    Segundo o secretário, os espaços culturais estarão “absolutamente seguros” se seguirem corretamente as medidas determinadas nos protocolos. “O Centro de Contigência da Covid-19 estudou a fundo este assunto. Nós nos aprofundamos sobre mais de 40 benchmarks, parâmetros, internacionais. Enfim, para que chegássemos a esta recomendação e determinação de que as atividades culturais podem voltar a partir da fase amarela, ampliando ainda mais na fase verde. Com a adoção dos protocolos, das medidas sanitárias e de todas as prevenções determinadas, os espaços culturais são absolutamente seguros”.
    (Edição: Leonardo Lellis)