Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Executivo do Google alerta sobre problemas da inteligência artificial

    Para ele, uso de IA em chatbots "pode às vezes levar a algo que chamamos de alucinação"

    Alphabet, controladora do Google, corre para competir com o aplicativo de sucesso ChatGPT
    Alphabet, controladora do Google, corre para competir com o aplicativo de sucesso ChatGPT Reuters

    da Reuters

    Um executivo do Google fez um alerta contra as armadilhas da inteligência artificial em chatbots em uma entrevista publicada no sábado, enquanto a Alphabet, controladora do Google, corre para competir com o aplicativo de sucesso ChatGPT.

    “Esse tipo de inteligência artificial de que estamos falando agora pode às vezes levar a algo que chamamos de alucinação”, disse Prabhakar Raghavan, vice-presidente sênior do Google e chefe da pesquisa da companhia, ao jornal alemão Welt am Sonntag.

    “Isso se expressa de tal forma que uma máquina fornece uma resposta convincente, mas completamente inventada, ao usuário”, disse Raghavan em comentários publicados em alemão. Uma das tarefas fundamentais dessa tecnologia, acrescentou, é reduzir isso ao mínimo.

    O Google ficou para trás depois que a OpenAI, uma startup que a Microsoft está financiando com cerca de US$ 10 bilhões, apresentou em novembro o ChatGPT, que desde então tem impressionado os usuários com suas respostas humanas a uma série de tipos de consultas dos usuários.

    A Alphabet apresentou o Bard, seu próprio chatbot, no início da semana passada, mas o software compartilhou informações imprecisas em um vídeo promocional em uma gafe que custou à empresa US$ 100 bilhões em valor de mercado na quarta-feira.

    A Alphabet, que ainda está realizando testes com usuários no Bard, ainda não indicou quando o chatbot poderá se tornar público.

    “Obviamente sentimos a urgência, mas também sentimos a grande responsabilidade”, disse Raghavan. “Nós certamente não queremos enganar o público.”