Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fed aumenta juros nos Estados Unidos em 0,25 ponto percentual, para 4,5% a 4,75%

    Em comunicado, banco central dos EUA reforça "empenho" para levar a inflação ao patamar de 2%

    Ana Carolina Nunesda CNN

    em São Paulo

    O Federal Reserve (Fed- banco central dos Estados Unidos) decidiu aumentar a taxa de juros do país em 0,25 ponto percentual, que passam para a faixa de 4,5% a 4,75%.

    De acordo com o Fomc, o comitê de política monetária do banco, a decisão foi unânime e que o aumento é apropriado para “atingir uma postura de política monetária suficientemente restritiva” para alcançar a meta de 2% de inflação. “O Comitê está fortemente empenhado em retornar a inflação ao seu objetivo de 2%”, diz o comunicado.

    A inflação anual do país chegou a 6,5% em dezembro, após trajetória de queda em todos os meses desde junho. “A inflação diminuiu um pouco, mas continua elevada. O Comitê busca alcançar o máximo de emprego e inflação à taxa de 2% no longo prazo”.

    Ainda sobre a inflação, o Comitê destaca a guerra na Ucrânia, que “está causando enormes dificuldades humanas e econômicas e está contribuindo para aumentar a incerteza global.”

    O mercado de trabalho no país também foi citado pelo Fomc como justificativa pela decisão. “Os ganhos de empregos foram robustos nos últimos meses e a taxa de desemprego permaneceu baixa.”

    O aumento de 0,25 p.p. era esperado pelo mercado, já que o país – assim como outros – ainda luta para controlar os preços, pressionados pelo período da pandemia de Covid-19 seguida pela guerra na Ucrânia.

    O Fomc apontou que para as decisões futuras, levará em conta o aperto cumulativo da política monetária, as defasagens com que a política monetária afeta a atividade econômica e a inflação e os desenvolvimentos econômico-financeiros.

    O Comitê informa ainda que continuará reduzindo suas participações em títulos do Tesouro e dívida de agências e títulos lastreados em hipotecas de agências, “conforme descrito em seus planos previamente anunciados.”