Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    FMI alerta para “impacto severo na economia global” após invasão russa à Ucrânia

    "Choques de preços terão impacto em todo o mundo, especialmente nas famílias pobres para as quais alimentos e combustíveis são uma proporção maior das despesas", disse a instituição

    Logo do FMI
    Logo do FMI 12/10/2018. REUTERS/Johannes P. Christo

    Ramishah Marufdo CNN Business

    O FMI (Fundo Monetário Internacional) disse neste sábado (5) que levaria o pedido da Ucrânia de US$ 1,4 bilhão em financiamento de emergência ao seu conselho executivo já na próxima semana.

    E disse que países com laços econômicos estreitos com a Rússia também correm risco de escassez e interrupções no fornecimento. O fundo também está em negociações com a vizinha Moldávia para opções de ajuda.

    “A guerra em curso e as sanções associadas também terão um impacto severo na economia global”, disse o FMI.

    Após uma reunião na sexta-feira liderada pela diretora-gerente Kristalina Georgieva, o FMI disse que havia sérias consequências econômicas na região. Os preços da energia e do trigo aumentaram, pressionando a inflação derivada da pandemia e das interrupções na cadeia de suprimentos global.

    “Os choques de preços terão impacto em todo o mundo, especialmente nas famílias pobres para as quais alimentos e combustíveis são uma proporção maior das despesas”, disse o FMI em comunicado. “Se o conflito aumentar, os danos econômicos serão ainda mais devastadores.”

    O FMI disse que os efeitos das sanções à Rússia também se espalharão para outros países.

    As autoridades monetárias em todo o mundo terão que monitorar cuidadosamente o aumento dos preços em seus países, acrescentou, e políticas devem ser implementadas para proteger famílias economicamente vulneráveis.

    A Ucrânia, cujos aeroportos foram danificados e agora estão fechados, enfrentará custos significativos de reconstrução, segundo o FMI. A organização disse no início desta semana que o país tem US$ 2,2 bilhões disponíveis entre agora e junho de um acordo de espera previamente aprovado.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original