Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    FTX pede que políticos devolvam doações feitas antes de falência e ameaça processá-los

    Empresa, que faliu em novembro, diz que devoluções precisam ocorrer até fim do mês

    Allison Morrowda CNN

    Nova York

    A nova administração da FTX está pressionando centenas de políticos e organizações políticas a devolver milhões de dólares doados pela plataforma criptográfica ou por seus fundadores antes de sua falência no ano passado.

    A empresa, que faliu em novembro e agora está no centro de uma grande investigação federal de fraude, disse que estava enviando “mensagens confidenciais” a figuras políticas, fundos de ação política e outros destinatários, enquanto busca recuperar ativos para pagar seus estimados 1 milhão de credores.

    Em comunicado no domingo, a FTX disse que as doações precisam ser devolvidas até o final do mês. Caso contrário, a FTX disse que se reserva o direito de processar os destinatários.

    “Na medida em que tais pagamentos não sejam devolvidos voluntariamente, os devedores da FTX se reservam o direito de iniciar ações perante o Tribunal de Falências para exigir a devolução de tais pagamentos, com juros acumulados a partir da data em que qualquer ação for iniciada”, diz o comunicado.

    A empresa acrescentou que os destinatários que doaram os fundos a terceiros, incluindo uma instituição de caridade, não estão isentos.

    No auge da FTX, o fundador Sam Bankman-Fried era uma presença constante na política de DC, fazendo lobby por uma regulamentação leve da nascente indústria de criptomoedas e tornando-se um dos maiores contribuintes do Partido Democrata.

    O próprio Bankman-Fried doou cerca de US$ 40 milhões para campanhas e comitês de ação política, em grande parte apoiando os democratas, durante o ciclo eleitoral de meio de mandato de 2022, segundo os registros da Comissão Eleitoral Federal.

    Bankman-Fried disse mais tarde à jornalista Tiffany Fong que doou uma quantia igual aos republicanos, mas que essas doações eram “sombrias”.

    Os promotores federais dizem que a FTX, sob a direção de Bankman-Fried, roubou fundos de depósitos de clientes para fazer doações políticas, comprar imóveis de luxo e cobrir perdas em seu fundo de hedge, Alameda Research.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original