Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fundos têm saque de R$ 163 bi em 2022, com maior saída em multimercados, diz Anbima

    Patrimônio líquido do setor chegou a R$ 7,4 trilhões em 2022

    Indústria de fundos registrou resgate líquido de R$ 162,9 bilhões em 2022
    Indústria de fundos registrou resgate líquido de R$ 162,9 bilhões em 2022 Wance Paleri/Unsplash

    Bruna Camargo, do Estadão Conteúdo

    A indústria de fundos registrou resgate líquido de R$ 162,9 bilhões em 2022, ante o saldo positivo de R$ 412,5 bilhões em 2021, conforme dados divulgados nesta quinta-feira (5) pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

    O patrimônio líquido do setor chegou a R$ 7,4 trilhões em 2022, o que representa alta de 7,1% na comparação com o ano anterior (R$ 6,9 trilhões).

    A classe com maior saída de recursos foi a de multimercados, com resgate líquido de R$ 87,6 bilhões em 2022, seguidos de fundos de ações (resgate líquido R$ 70,4 bilhões) e renda fixa (resgate líquido de R$ 48,9 bilhões).

    No lado positivo, os fundos de investimento em direitos creditórios (FIDCs) tiveram captação líquida de R$ 12,6 bilhões em 2022, acompanhados pelos fundos de índice (ETFs, na sigla em inglês), que terminaram o ano com o saldo de R$ 366,3 milhões.