Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Gosta de rock? Sua preferência na música pode mostrar seu perfil como investidor

    Educador financeiro fez uma correlação entre os estilos de rock e o perfil de investimento, confira qual seria o seu

    "Assim como no rock, em investimentos, o ritmo é tudo", brinca educador financeiro sobre perfis de investidores
    "Assim como no rock, em investimentos, o ritmo é tudo", brinca educador financeiro sobre perfis de investidores Wagner Meier/Getty Images

    Da CNN*

    São Paulo

    Neste dia 13 de julho é celebrado o Dia do Rock no Brasil, uma data dedicada ao estilo popularizado a partir da década de 1950 e que trouxe ao mundo alguns dos maiores nomes da história da música.

    A data marca a realização do festival Live Aid, realizado em 1985.

    Pensando neste marco, Thiago Godoy, educador financeiro da Rico, fez uma correlação entre os estilos de rock e o perfil dos investidores na bolsa de valores.

    O especialista aponta os estilos de rock clássico, rock progressivo, hard rock, punk rock e heavy metal em diferentes investidores, com estratégias específicas no momento de investir. “Assim como no rock, em investimentos, o ritmo é tudo”, brinca o especialista.

    Vale lembrar que a lista é apenas uma livre associação entre perfis e estilos, e não possui uma metodologia científica.

    Confira qual seria o seu perfil de investidor baseado na sua preferência:

    Rock Clássico – Perfil conservador

    Os produtos mais conservadores são ótimas opções para os roqueiros clássicos, conta Godoy.

    Dentre as opções de investimentos para esse perfil, ele menciona principalmente os produtos de renda fixa.

    São eles: Tesouro Selic e o Tesouro IPCA+, títulos do Tesouro Direto (quando se empresta dinheiro ao governo), além de Certificados de Depósito Bancário (CDBs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) – títulos de dívida bancários, que devem sempre ser considerados pensando em bancos sólidos.

    Já entre os fundos de investimento, os ideais para esses investidores são os Fundos DI, nos quais a carteira é, pelo menos, 95% atrelada ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

    O especialista ressalta a importância de se atentar ao prazo de vencimento de cada investimento, nesses casos. Além de procurar “sincronizar cada objetivo financeiro ao investimento que se está fazendo”, no prazo correto.

    Hard Rock e Rock Progressivo – Perfil moderado

    “O som mais suave e harmônico desses estilos combina bem com um perfil moderado de investidor, que preza pela segurança, mas também gosta de inovar”, aponta o educador financeiro.

    Para essas pessoas, Godoy indica uma carteira de investimentos que misture títulos de renda fixa e ativos de renda variável, como ações, fundos imobiliários e fundos multimercado.

    “Mas é essencial que você saiba ‘equalizar’ essa combinação”, reforça.

    Punk Rock e Heavy Metal – Perfil Arrojado

    Para o especialista, os dois estilos de rock combinam com um perfil arrojado, “que aceita turbulências financeiras com a intensidade de uma guitarra Gibson Les Paul”.

    A carteira de investimentos ideal para esse perfil precisa de uma diversificação de ativos e de geografias, explica Godoy.

    Os produtos de renda variável ganham mais espaço nos investimentos dessas pessoas, e as aplicações internacionais são essenciais, “mesmo em momentos turbulentos quanto os anos 1980 do Punk Rock”, afirma.

    Veja também o que é o Certificado de Operações Estruturadas (COE) e como funciona essa alternativa de investimento.

    (Publicado por Iasmin Paiva)