Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo editará medidas para garantir segurança energética e tarifas justas, diz Silveira

    Primeira ação será tomada na segunda-feira, com anúncio de ações para o Amapá

    Torres de transmissão de energia elétrica no Pará
    Torres de transmissão de energia elétrica no Pará 30/03/2010REUTERS/Paulo Santos

    Reuters

    Brasília

    O governo federal está trabalhando em medidas para o setor elétrico brasileiro que irão garantir segurança energética e tarifas justas, disse o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, nesta sexta-feira (15).

    Uma das primeiras ações nesse sentido será tomada na próxima segunda-feira (18), apontou Silveira, para quando está previsto o anúncio de medidas por “justiça” nas tarifas de energia no Amapá, que do contrário poderiam subir mais de 30%.

    A agência reguladora Aneel segurou a revisão tarifária no Amapá prevista para entrar em vigor nesta semana para esperar a decisão do governo sobre o tema.

    “O presidente Lula nos determinou achar uma saída para tentar minimizar aquela incoerência que temos no Brasil”, disse ele, citando que o Norte e o Nordeste são grandes produtores de energia e “têm as maiores tarifas do Brasil”.

    “Precisamos achar uma saída que não quebre contrato”, afirmou Silveira após o leilão de transmissão desta sexta-feira.

    Ainda segundo o ministro, outras medidas estão sendo avaliadas pelo governo no setor elétrico para trazer equilíbrio entre segurança energética e modicidade tarifária.

    “Por isso estamos preparando as MPs [medidas provisórias], para que a gente tenha as políticas claras e necessárias para a transição energética”, disse Silveira.

    “Estamos selecionando: precisamos das térmicas? Até quanto de térmicas precisamos? Elas têm que ser inflexíveis ou podem ser flexíveis?”, exemplificou.

    Veja também: Câmara aprova texto da MP das subvenções