Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Inflação ao consumidor do Reino Unido desacelera a 10,7% em novembro

    Resultado do mês passado ficou abaixo da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 10,9%

    Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

    A inflação ao consumidor (CPI) do Reino Unido desacelerou em novembro, depois de renovar máxima em 41 anos no mês anterior.

    Dados do ONS, como é conhecido o órgão de estatísticas do país, mostram que a taxa anual do CPI britânico ficou em 10,7% em novembro, perdendo força em relação ao nível de 11,1% de outubro, o mais alto desde outubro de 1981.

    O resultado do mês passado ficou abaixo da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 10,9%.

    Na comparação mensal, o CPI do Reino Unido subiu 0,4% em novembro, também aquém do consenso do mercado, de alta de 0,6%. O núcleo do CPI britânico, que desconsidera preços de energia e alimentos, avançou 0,3% em novembro ante outubro.

    Neste caso, a projeção era de +0,5%. Já no confronto anual, o núcleo do CPI teve alta de 6,3% no último mês, ante projeção de 6,5%.