Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Inflação pode fechar milhares de restaurantes “fish and chips” no Reino Unido

    Preços de ingredientes básicos para o preparo do tradicional prato britânico coloca na berlinda cerca de um terço dos mais de 10.000 restaurantes especializados

    Anna Coobando CNN Business

    em Londres

    Os restaurantes do tradicional prato “fish and chips” (peixe e batatas fritas, em tradução literal) do Reino Unido estão sob forte pressão, pois os preços dos principais ingredientes — incluindo bacalhau e óleo de cozinha — disparam como resultado do ataque russo à Ucrânia.

    Cerca de um terço dos cerca de 10.000 restaurantes de peixe e batatas fritas do país podem fechar nos próximos nove meses, disse Andrew Crook, presidente da Federação Nacional de Frituras de Peixe.

    A crise é a pior que ele já viu, disse ele à CNN Business internacional.

    O grupo comercial representa 1.200 empresas de peixe e batatas fritas e existe há mais de um século.

    Crook, dono de sua própria loja, disse que os preços começaram a subir no final do ano passado, mas os custos dos ingredientes básicos dispararam desde o final de fevereiro, quando a Rússia invadiu a Ucrânia.

    “Em geral, tudo subiu”, disse Crook.

    Empresas de todos os setores estão lutando com os preços em alta, à medida que os problemas da cadeia de suprimentos foram exacerbados pela guerra na Ucrânia.

    Mas as lojas britânicas de peixe e batatas fritas, que tradicionalmente operam com margens muito estreitas, estão sentindo um aperto especial devido à dependência do setor das importações russas.

    Até 40% do bacalhau e hadoque da indústria vêm de águas russas, e cerca de metade de seu óleo de girassol é importado da Ucrânia, disse Crook.

    As empresas estão pagando cerca de 83% a mais pelo óleo de girassol em relação ao início de março, segundo Crook. O óleo de palma, uma alternativa comum, dobrou de preço.

    A Indonésia — o maior exportador mundial de óleo de palma — começou a restringir as exportações no mês passado para ajudar a manter o abastecimento doméstico.

    Soma-se a isso as contas de energia de marejar os olhos e os preços disparados dos fertilizantes necessários para o cultivo de batatas.

    “Fish and chips” é um dos pratos nacionais não-oficiais do Reino Unido. As primeiras lojas abriram na década de 1860 e se espalharam rapidamente à medida que o país se industrializou, ajudando a alimentar os trabalhadores das fábricas, segundo o grupo comercial.

    Durante a Segunda Guerra Mundial, como o governo racionava outros alimentos básicos como chá, manteiga, carne, peixe e batatas fritas eram isentos, tão importante era o prato para as classes trabalhadoras.

    Os clientes esperam que seu peixe com batatas fritas seja barato, disse Crook.

    Segundo ele, há um ano, o preço médio de um bacalhau comum com batatas fritas seria de cerca de £ 7. Agora, ele estima que seja em torno de £ 8,50 – um aumento de 21%.

    “Estamos correndo o risco de nos precificarmos fora do mercado… Estamos tentando manter os aumentos o mais baixo possível”, disse Crook. Alguns já se desviaram.

    “Perdi alguns clientes regulares que costumavam vir todas as sextas-feiras”, acrescentou.

    O temor de que o governo do Reino Unido imponha duras tarifas de importação sobre o peixe branco russo levou as empresas a estocar alternativas, aumentando ainda mais o preço do peixe islandês e norueguês que Crook compra.

    O preço de uma caixa de bacalhau islandês agora é de £ 270 (US$ 331), acima dos £ 140 (US$ 176) do ano passado, disse Crook.

    Empresas como a de Crook enfrentam a árdua tarefa de vender peixe e batatas fritas para clientes que enfrentam a pior crise de custo de vida em décadas.

    A inflação anual dos preços ao consumidor atingiu 7% em março, seu nível mais alto em 30 anos, e pode chegar a 10% no final deste ano, segundo o Banco da Inglaterra.

    Mais de meio milhão de pequenas empresas no Reino Unido — cerca de uma em cada 10 — planejam fechar, reduzir ou vender no próximo ano, pois muitas lutam para garantir financiamento, de acordo com uma pesquisa da Federação de Pequenas Empresas.

    Para Crook, o destino de sua loja é pessoal.

    “É mais do que apenas um trabalho. Para muitos de nós, assumimos negócios familiares”, disse ele. “Eu sou a segunda geração no negócio — e você não quer que isso falhe com você no comando.”

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original