Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    JPMorgan fechará 25% das filiais do First Republic até o fim do ano

    Segundo banco, locais têm volumes de transação relativamente baixos e ficam perto de outros escritórios

    Matt Eganda CNN

    Nova York

    O JPMorgan Chase está fechando 21 agências adquiridas durante a aquisição do banco regional falido First Republic.

    Em um comunicado na quinta-feira, o JPMorgan disse que um quarto das 84 agências da First Republic fechará até o final do ano.

    “Esses locais têm volumes de transações relativamente baixos e geralmente ficam a uma curta distância de carro de outro escritório do First Republic”, explica a companhia. “Os clientes devem continuar esperando receber o mesmo nível de serviço com acesso contínuo ao seu dinheiro.”

    O JPMorgan se recusou a dizer quais filiais serão fechadas.

    O First Republic atendia a clientes ricos, com filiais em locais sofisticados, incluindo Palm Beach, Flórida, Beverly Hills, Califórnia e Greenwich, Connecticut.

    Um porta-voz do JPMorgan disse à CNN que cerca de 100 funcionários nas filiais que estão fechando receberão uma oferta de transição de seis meses.

    Em seguida, ele falou que esses funcionários poderão se candidatar a uma vaga aberta no banco, que tem cerca de 13 mil vagas abertas. Se eles não encontrarem um emprego na companhia, o banco os ajudará a encontrar um trabalho em outro lugar, disse o porta-voz.

    No mês passado, o JPMorgan concordou em comprar a maior parte dos ativos do First Republic após a apreensão do banco regional com sede em São Francisco pelo governo.

    O banco está se movendo para reduzir rapidamente o First Republic, inclusive cortando trabalhadores. Na semana passada, o JPMorgan dispensou cerca de 1.000 funcionários do First Republic Bank.

    A quebra do First Republic marcou a segunda maior falência bancária da história dos Estados Unidos e ocorreu apenas algumas semanas após a implosão do Silicon Valley Bank e do Signature Bank.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original